SERES HUMANOS SEM ALMA – PORTAIS ORGÂNICOS (1)

Posted by Thoth3126 on 03/04/2019

“Uma porcentagem considerável das pessoas que encontramos na rua são pessoas que estão completamente vazias por dentro, ou seja, elas já estão mortas. É afortunado para nós que não as vejamos e não as conheçamos. Se soubéssemos dessas muitas pessoas que estão realmente mortas e quais são essas pessoas sem alma que governam e influenciam nossas vidas, deveríamos ficar bravos e horrorizados “.  –  G.I. Gurdjieff

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

PORTAIS ORGÂNICOS – SERES HUMANOS SEM ALMA

Por Bernhard Guenther  – Fonte:  https://veilofreality.com/

Estes são momentos interessantes. Por um lado, há mudanças acontecendo em uma escala global que não podem ser realmente ignoradas por muito mais tempo. Por outro lado, a maioria da população parece viver suas vidas como se tudo fosse exatamente como sempre foi e sempre será, encerrado em uma visão de túnel de interesse meramente egoísta, pessoal e material.


“Jesus, porém, disse-lhe: Segue-me, e deixai os mortos sepultar os seus mortos. Mateus 8:22

Mas Jesus lhe observou: Deixai aos mortos o enterrar os seus mortos; porém tu vai e anuncia o reino de Deus. –  Lucas 9:60


Enquanto permanecermos mentindo para nós mesmos com base no condicionamento, na ilusão do pensamento ilusório, na supressão ou na negação de certas verdades e acreditamos nas mentiras “lá fora”, confundindo-as (a maioria aceitando-as, sem contestação) com a verdade, nada mudará. Isso também vai além de ter uma atitude “positiva”, onde a esperança pode ser apenas uma armadilha e um ato de mentir para si mesmo. 

Acreditar em mentiras que são “positivas” na aparência é realmente confortável  (independente de quão bem intencionada seja a intenção ou o sentimento da pessoa), mas pode ser negativo e bloquear o crescimento evolutivo da consciência e a consequente evolução espiritual. 

Ser positivo (e CONSCIENTE) pode significar reconhecer algo negativo porque é a verdade, vendo a verdade pelo que ela é. Se você acredita em uma mentira, mesmo que pareça positivo e faz com que você se “sinta bem e em falsa paz”, você cede sua vontade livre e isso tem grandes implicações espirituais. Nestes tempos de transição planetária, torna-se imperativo buscar a verdade e se esforçar para ter objetividade (E DISCERNIMENTO) só assim não tomamos o “erro” na sua entropia. (Entropia é a medida do grau de desordem de um sistema).

“Com a aproximação da era da Consciência Plena e realização Espíritual, tudo deve ser levado gradualmente à luz do dia, não apenas os segredos de laboratório, mas os significados mais profundos do esoterismo. O mesmo deve acontecer com ilusões, erros, enganos, traições e mentiras, que também devem ser reveladas para que possam ser posteriormente retificados (ação do Carma. […] 

O mundo sofre de uma falta de harmonia e equilíbrio que se aprofunda em todos os planos, e este é um sério perigo para a recuperação moral e espiritual da humanidade.Também envolve um grave risco de falha na última etapa deste tempo de transição que estamos entrando agora. Se esse risco não for superado, o Dilúvio de Fogo nos espera. Nós teremos que fazer um esforço imenso para afastar esse destino, e temos muito pouco tempo para fazê-lo. 

O próprio homem-mulher só tem a culpa pela falta de grandeza (e ATITUDE) do esforço necessário: isto é resultado da sua obstinada recusa, rebeldia e teimosia de atender e acatar as advertências que lhe foram dirigidas repetidamente pela Divina Voz INTERNA, oriundas da sua própria ALMA e através de seus mensageiros, na mesma medida em que continua hoje a ser cego ao fato de que o Dilúvio de Fogo está pronto e se precipitando sobre às cabeças dos ignorantes e néscios”. – Gnose II, Boris Mouravieff

Muitas pessoas não estão conscientes do caminho pelo qual o nosso mundo está atualmente à sua frente. Claro, existem pessoas autoconfiguradas “conscientes” e “inconscientes”, que acreditam que tudo está acontecendo, e a humanidade vai despertar eventualmente em algum momento ou a Era de Ouro, de repente “VAI SURGIR DO NADA” onde “todos” serão esclarecidos sem ter que fazer qualquer coisa ou um mínimo de ESFORÇO para alcançar esse estado mais elevado.

“Apenas SER” e demonstrar “AMOR” é o mantra nos dias de hoje, sem realmente entender o que é “ser” e o que o “amor ” significa ou com o que se parece. No entanto, não quero entrar nas armadilhas da Pseudo Espiritualidade promovida por esta “Religião da Nova Era” nos dias de hoje. Escritos e vídeos anteriores examinaram isso. Meu objetivo também não é tentar convencer alguém de qualquer coisa, porque ninguém pode fazer  a mudança por outro indivíduo. Isso é apenas questionar algumas crenças fundamentais e dar comida para o pensamento.

Algumas fontes que falam sobre uma Mudança ou Transformação planetária que esta ocorrendo em nossa atual realidade também mencionam uma “divisão” da humanidade e que nem todos vão acordar. A principal razão para isso pode ser encontrada em uma questão muito interessante que este planeta enfrenta e que foi descrito em vários ensinamentos esotéricos de diferentes épocas e culturas e transmitido hoje através de certos materiais canalizados. Relaciona-se com duas “raças” ou “humanidades” diferentes que coexistem na terra, tanto do lado de fora, como ao contrário, no interior.

A ideia espiritual comum comum que atravessa o mundo nos dias de hoje é “somos todos únicos” e, ao reconhecer isso, devemos nos unir sob a paz e a harmonia mundiais. Tudo o que os líderes mundiais precisam fazer é reconhecer o mesmo, portanto, muitas pessoas enviam “amor e luz” aos governantes e líderes, para que eles também vejam essa “verdade” porque são tão equivocados e só precisam de “amor” e “compaixão”, etc. …… Bem, sim, tudo é de uma perspectiva mais elevada. Na verdade, é bastante óbvio que Tudo é Um, não é? O diabo, no entanto, está sempre morando escondido nos detalhes. Laura Knight-Jadczyk dá uma boa visão sobre o erro de “verdades superiores” em seu livro “The Secret History of the World”:

Muitos “professores” e “gurus” modernos nos dizem: “Uma vez que existe apenas um Ser que permeia todas as coisas, tudo o que temos a fazer é ver tudo como apenas Luz”, e isso irá transmutar a escuridão, e nós “criamos nosso própria realidade da Luz “.

Tal afirmação ignora o fato de que a afirmação “Deus é Uno” descreve uma realidade que é de um nível superior, do qual o nosso próprio “ser misto” se manifesta . O homem que assume que ele pode se tornar como Deus a este nível apenas por pensar nisso, ignora os fatos de Ser e Não-ser, que ultrapassa o fato de “Deus é Uno” em um nível de existência que existe claramente em vários níveis acima do nosso nível meramente humano. O mal é REAL E EXISTENTE em seu próprio nível, e a tarefa do homem é navegar pelo labirinto cósmico sem ser contaminado pelo mal nele existente desenvolvendo consciência e DISCERNIMENTO.  Esta é a raiz e a BASE do LIVRE ARBÍTRIO.

O homem (e a mulher) enfrenta uma situação como REAL como ele mesmo: ele é forçado a escolher – utilizar seu conhecimento (“quando” houver) aplicando-o – entre o caminho (de serviço) direto que leva ao Ser, e os caminhos (egoístas) tortuosos que levam ao Não-Ser.

Os seres humanos são obrigados a discernir entre os diretores de energia do bem e do mal – em todas as etapas de sua existência nesta realidade. Porque, de fato, eles devem entender que Deus é consciência e Deus é matéria, afinal Ele-Ela. Deus é bom, e Deus é mau. A Criação e a natureza assume todas as diferentes propriedades dos muitos “Nomes de Deus”. O Cosmos está cheio de vida e matança, perdão e vingança, exaltação e embasamento, orientação e decepção. Para tentar assumir o ponto de vista de Deus e “misturar tudo” neste nível, resulta apenas em PERMANECER neste nível. Portanto, os seres humanos devem sempre separar o ponto de vista de Deus do seu próprio ponto de vista e o fato de que toda a criação assume os Nomes e Traços divinos.

Sim, todos nós somos UM, mas não somos todos iguais nesta experiência de 3ª densidade aqui no planeta Terra. Claro, Gandhi e Hitler são Unos, mas um deles pareceu não ter consciência. A maioria das pessoas comuns controladas pela ilusão e suas próprias projeções mentais parecem ter  a suposição de que as pessoas em posições de poder pensam e sentem iguais a todos nós, se não, é assumido que eles estão apenas equivocados e que não têm amor em suas vidas. 

“GRANDES” figuras da humanidade, religiosos (“pastores”), políticos, esportistas, ARTISTAS, alguns satanistas, outros pedófilos, enfim, pessoas “importantes”, em sua maioria são indivíduos SEM ALMA, mas com mensagens muito sedutoras para a imensidão de DISTRAÍDOS e IGNORANTES …

No entanto, e se houver um tipo de humano que não tenha conexão com os centros superiores de amor / consciência universal, desde o seu  nascimento? Ele / ela nem está geneticamente ligado conosco dessa maneira, não podendo acessar níveis superiores de consciência nesta vida, mas ele / ela pode imitar e falsificar essas características mais elevadas bastante bem e até mesmo distrair seus seguidores ignorantes de evoluírem, vampirizando sua energia e alimentando-se dela. Eles podem dizer exatamente aquilo que você quer ouvir, para os inconscientes e polarizados e assim parecerem compassivos, empáticos e compreensivos sem sentido ou com um pouco de sentimento. 

E se esse tipo de ser humano constituir a metade da população mundial? Ele / ela pode ser mesmo um membro da sua família, um colega de trabalho, um vizinho, um chefe ou mesmo um amigo íntimo, um amante, marido ou esposa, um professor, um “mestre”? Certamente, não é um pensamento agradável e certamente é um golpe duro para o paradigma popular da Nova Era de “somos todos UM e a humanidade está se tornando iluminada apenas por se concentrar em Amor, Luz” e de ter o chamado “pensamento positivo!”

Ao explorar esta ideia mais de perto, com uma mente objetiva, reflexiva, aberta e crítica, ela nos dá grandes pistas sobre o estado atual do mundo. Vejamos algumas dessas obras/fontes que falam sobre as duas “raças” diferentes da humanidade. Uma delas é a Trilogia “Gnosis” de Boris Mouravieff .

A supressão e a sutil distorção do conhecimento esotérico é um dos meios MAIS EFICAZES para o controle e a manutenção da ignorância das massas aqui no planeta Terra. Isso tem acontecido há milhares de anos. Mesmo o material apresentado na “Gnose” é abordado em torno de um brilho bíblico que é necessário usar. À medida que entramos no Tempo FINAL da Transição Planetária, um conhecimento mais profundo sobre a nossa realidade e o mundo está voltando à superfície, mas somente os que podem realmente VER o reconhecerão. A verdade vibra em uma certa frequência e requer um certo estado de “SER” para entende-la e, mais importante, aplicá-la através de nossas atitudes diárias.  Isto é conseguido através de um disciplinado trabalho interno com o lado esotérico da existência humana.  Mouravieff observa que todos os ensinamentos esotéricos sérios, como na educação ordinária, são quase uniformes:

“É geralmente aceito que ninguém pode ir ao ensino médio sem ter completado um ensino fundamental. Nem uma pessoa pode ser admitida em uma Universidade sem ter uma educação secundária. Essas graduações automaticamente “selecionam” aqueles que são “capazes”  de se tornarem membros ativos da elite cultural da sociedade humana”. “Exatamente o mesmo é verdadeiro na tradição esotérica”.

“No entanto, no nosso mundo moderno, encontramos um fenômeno curioso. Por exemplo: não queremos discutir o teorema binomial de Newton sem ter estudado álgebra, pois sem isso, todas as opiniões que expressamos sobre o assunto não terão valor”.

“No entanto, no campo esotérico, encontramos uma série de mestres e “especialistas” que declaram suas opiniões sobre o esoterismo sem ter aprendido (e praticado, dando o exemplo) até mesmo os rudimentos básicos e fundamentais desse conhecimento“.

“Ao mesmo tempo, alguns deles exigem “simplicidade” dos ensinamentos esotéricos sobre o princípio geralmente aceito de que a própria verdade deve ser simples. Eles concluem que o acesso à Verdade também deve ser simples. Então afirmam que os métodos para acessar a Verdade devem ser facilmente assimiláveis”.

“Este argumento seria perfeitamente correto se os seres humanos e os problemas que enfrentamos (e criamos) fossem simples e justos. No entanto, esse não é o caso.  Há um longo caminho para viajar de nosso estado de desordem de ignorância interna distorcida para qualquer retorno à “simplicidade original”.

”Na prática, a doutrina da “simplicidade” – se considerada como um axioma – desvia o aluno do portão estreito e do caminho do meio que leva à Vida Eterna. Impelido por essa contra-verdade, ele acredita que ele está diante desta porta, quando ele está na realidade – embora, sem dúvida, de boa fé, apesar de sua ignorância – andando pelo amplo caminho que leva à perdição, “ad majorem Diaboli gloriam” (Para maior glória do demônio), é claro”.

”A Doutrina da Simplicidade, correta em si mesma, mas erroneamente interpretada, torna-se uma armadilha para corações e mentes que já são muito corrompidase preguiçosas; um perigo que deve ser reconhecido e evitado pelos mais humildes”.

”Algumas pessoas reclamam que o assunto dos fundamentos do esoterismo não é simples. Outros disseram que isso leva a uma grande clareza. Esta aparente contradição é explicada pelo fato de que o esoterismo é dirigido a leitores que estão predispostos à cultura esotérica pela sua própria natureza interna, formação, interesse ou experiência pessoal”.

“É difícil, senão impossível, que uma pessoa esotérica e espiritualmente esclarecida não consiga discernir espontaneamente os falsos profetas. Ela os reconhecerá mais facilmente pelos seus “frutos”, comportamentos, pelos resultados observáveis ​​de suas obras, que servem como sinais. A Tradição conhece e ensina toda a ciência dos sinais”.

O trecho acima é crucial para entender o que é apresentado hoje em dia como “Espiritualidade”. O verdadeiro conhecimento esotérico não tem muito a ver com a literatura popular da Nova Era / Auto Ajuda, como promovido pelos principais veículos (instrumentos de manutenção da ignorância) mainstream, o que é mostrado no programa da Oprah (de E. Tolle para “The Secret”, etc …) ou o que está na lista dos best-seller e que é considerado “in” e “cult”. Muitas pessoas falam muito rápido como se já tudo “conhecessem” e apenas repetem os slogans da Nova Era, como “todos nós somos UM”, “tudo é ilusão”, “tudo o que você precisa é amor”, “seja você mesmo”, “é necessário estar no agora”, etc., sem entender verdadeiramente a profundidade dessas palavras e seu verdadeiro significado além da espiritualidade fast-food hoje em dia, mas isto é o suficiente para os preguiçosos e fracos de vontade.

Nem tudo é falso no que essas fontes afirmam, no entanto, as mentiras são misturadas com a verdade e o diabo (o engano) está sempre escondido nos “detalhes”. O mundo está cheio de gurus e líderes espirituais autoproclamados que prometem mostrar aos buscadores o “Caminho” à medida que cobram um bom preço e se alimentam da credulidade e ingenuidade de seus seguidores. O material mais popular da Nova Era (incluindo fontes canalizadas) apenas serve como amortecedores e desculpas, outra forma de ilusão / fuga, mas não como um catalisador para o verdadeiro Crescimento espiritual. Como Mouravieff escreveu:

“O conforto, a palavra predominante para o progresso em seus diversos aspectos e em graus variados, constitui um objetivo suficiente para a maioria dos homens e mulheres ditos civilizados da nossa era. Sob estas condições do nosso tempo, o homem-mulher só está aberto a valores divinos em doses homeopáticas cuidadosamente medidas, mantidos dentro dos limites, de modo que não perturbem sua consciência burguesa polarizada ou ameacem o bem-estar material que ele adquiriu”.

No entanto, há outra questão e, é verdade, o verdadeiro trabalho esotérico e o conhecimento só podem ser apreendidos e aplicados por um certo tipo de ser humano e que outro tipo de homem – mulher não possui essa habilidade em seu ciclo de vida atual. Pois um tipo tem uma alma, o outro tipo é sem alma, por assim dizer. Não há diferença no exterior e em termos de personalidade, mas a vida interior é muito, muito diferente. Um não é melhor ou pior do que o outro, mas todos fazem parte desse ciclo evolutivo. A ideia da existência da ALMA é algo que muitas religiões, filósofos e ensinamentos espirituais falam a respeito. A questão é, o QUE é a ALMA e se todos realmente têm uma?

De acordo com a “Gnose”, como transmitida por Boris Mouravieff, existem dois tipos de seres humanos: o homem-mulher adâmico e homem-mulher pré-adâmico. Um tipo com potencial de alma, o outro não tem alma individual. Somente o primeiro tem a capacidade inerente de evoluir esotérica e conscientemente e construir o seu centro magnético, fundindo o menor centro com os centros superiores. O último não tem essa possibilidade em seu ciclo evolutivo atual de se unir aos centros superiores e não ter acesso a um maior conhecimento / consciência / amor. 

O controle mental, a PRISÃO sem grades, conduz os inconscientes a um caminho involutivo, ao se deixarem conduzir pelos controladores do sistema, com a consciência de MANADA.

Olhando para o modelo dos chakras hindu, pode-se dizer que o homem pré-adâmico só existe nos três chakras básicos e inferiores, de manutenção da vida material, mas sem acesso aos chakras mais altos, enquanto o homem adâmico também existe principalmente nos centros inferiores, mas tem a capacidade de ativar os centros superiores através do trabalho esotérico consciente e assim ter acesso a níveis de consciência superiores e desta forma EVOLUIR. Mouravieff escreve:

No primeiro volume de “Gnose”, já nos referimos várias vezes à coexistência de duas raças essencialmente diferentes: uma de homens e outra de antropóides. Devemos enfatizar o fato de que, do ponto de vista esotérico, o último termo não tem um significado depreciativo, apenas relata uma condição evolutiva.

… As Escrituras contêm mais do que uma referência à coexistência em nosso planeta dessas duas humanidades – que agora são semelhantes na forma, na APARÊNCIA mas, ao contrário, na sua essência. Podemos até dizer que toda a história dramática da humanidade, desde a queda de Adão até hoje, não excluindo a perspectiva da nova era, é obscurecida pela convivência dessas duas raças humanas cuja separação ocorrerá apenas no Juízo Final, JÁ EM CURSO.

… O aborrecimento humano, a raça antropóide, são os descendentes da humanidade pré-adâmica. A principal diferença entre o homem pré-adâmico contemporâneo e o homem adâmico – uma diferença que não é percebida pelos sentidos – é que o primeiro não possui os centros superiores desenvolvidos que existem no último que, embora tenham sido cortados de sua vigília consciência desde o outono, oferece-lhe uma possibilidade real de evolução, se utilizando do esoterismo. Além disso, as duas raças são semelhantes: possuem os mesmos centros inferiores, a mesma estrutura da Personalidade e o mesmo corpo físico, ambas se reproduzem, embora mais frequentemente do que isso, isso é mais forte no homem pré-adâmico do que no adâmico; Em relação à beleza, não devemos esquecer que o homem e a mulher pré-adâmicos foram criados por Deus no sexto dia, à Sua imagem e após a Sua semelhança, e que as filhas desta raça eram muito bonitas (externa e fisicamente).

Ao se identificar com o “eu” de sua Personalidade humana transitória, Adão perdeu a consciência de seu “EU” real e caiu do Éden que era sua condição original na mesma condição que os pré-adultos … As duas humanidades, provenientes de duas criações em diferentes processos, depois se misturaram ao nível da vida orgânica na Terra … A partir de então, a convivência desses dois tipos humanos e a competição e manipulação que resultou disso se tornaram a norma … podemos ver isso ao longo dos séculos, mesmo em nossos dias, as coisas na sua condição pós-queda, têm estado geralmente em uma posição inferior ao período dos pre-adamitas.

… esta situação, com suas conseqüências e problemas práticos, será objeto de um estudo mais aprofundado. Isso é necessário porque a Era do Espírito Santo está se aproximando, no final do qual surgirá a questão da separação do joio da boa semente, o trigo. Por enquanto, nos restringiremos a repetir que o homem adâmico contemporâneo, tendo perdido o contato com seus centros superiores e, portanto, com o seu “eu” real, parece praticamente o mesmo que o seu homólogo pré-adâmico. No entanto, ao contrário do último, ele ainda tem seus centros superiores, o que garante que ele tenha a possibilidade de seguir o caminho da evolução. Atualmente, o homem pré-adâmico está privado dessa possibilidade, mas essa condição será dado a ele se a humanidade adâmica se desenvolver como deveria durante a era do Espírito Santo.


“Mas os homens e mulheres maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados. Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de QUEM o tens aprendido, E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus”.  –  2 Timóteo 3:13-15


O SER HUMANO (homem-mulher) adâmico contemporâneo, tendo perdido o contato com seus centros superiores e, portanto, com o seu “EU” real, parece praticamente o mesmo que o seu homólogo pré-adâmico.  No entanto, ao contrário do último, ele ainda tem seus centros superiores, o que garante que ele tenha a possibilidade de seguir o caminho da evolução.

Mouravieff nos dá exemplos de como a existência das duas “raças” foi distorcida e mal utilizada por meio do racismo e do controle social e mental. Os homens adâmicos e pré-adâmicos estão misturados em todos os seres humanos de todo o mundo. Pode haver mesmo ambos os tipos na mesma família. A diferença não tem nada a ver com características raciais, culturais ou nacionais. O verdadeiro significado das duas “humanidades” remonta à ideia de “sangue azul” e à “poluição da linhagem” quando ambas as “raças” se misturaram, depois da “queda” do homem adâmico de seu estado original de conexão com o divino e sua identificação com o falso “Eu”, o pequeno “eu” da personalidade-intelecto-ego.

Primeiramente consertado [realizado] há muito tempo, esse fato, embora tenha sido distorcido porque geralmente é visto em uma falsa LUZ, fazia parte da consciência nacional, social e judicial de muitos povos antigos e modernos.  Encontra-se influente na ideia hindu do Intocável, do Helot grego, do Goyn judeu, dos Bones brancos europeus medievais e dos Ossos negros, do Untermensch nazi alemão , etc.

Aliás, a lenda do sangue azul não pertence ao domínio da fantasia pura. O erro não é na concepção do sangue azul como um fenômeno “psicossomático”, mas na crença nativa ingênua de que este chamado sangue aristocrático passa automaticamente de pai para filho ….

Devemos também notar que o outro extremo, a concepção igualitária da natureza humana, tão apreciada pelos teóricos das revoluções democráticas, socialistas e comunistas (movimentos que manipulam a polarização dos ignorantes de SI MESMOS), também é errônea: a única igualdade real dos assuntos pelo direito interno e internacional é a igualdade de possibilidades, pois os homens são nascidoS de forma desigual.

O que se segue são excertos de um ensaio chamado “Portais Orgânicos – A “Outra “raça” baseada em transmissões de seres de Cassiopeia, “Gnosis” de Mouravieff e psicopatologia. O tópico de Portais Orgânicos também é abordado em maior profundidade em “The Secret History of the World” de Laura Knight-Jadczyk, bem como no artigo  “Spiritless Humans” de Tom Montalk.  Portais orgânicos é um termo cunhado pelos seres de Cassiopeia e se relaciona com o homem pré-adâmico de acordo com Mouravieff. [meus comentários em itálico]:

Portais orgânicos – A “Outra” Raça humana sem ALMA

Um dos conceitos mais difíceis discutidos neste site é o conceito do Portal Orgânico. Recebemos mensagens de ódio ao longo dos anos, principalmente de tipos religiosos convencionais e seguidores de movimentos New Age, “nova era”, mas conseguimos receber ainda mais cartas de pessoas que quase gritam em alívio, finalmente, tendo alguma explicação para as coisas que observaram durante toda as suas vidas. 

O que parece causar ofensa ao “SENSO COMUM” dirigido plo medo e ignorância ( de si mesmos|) é o conceito de que pode haver mais de um tipo de seres humanos habitando o planeta. Deixem-nos sermos claros sobre este ponto: não queremos dizer o que comum ou tradicionalmente é entendido como raça e abominar qualquer tentativa de rotular e fazer listas de verificação. O que queremos dizer exatamente será esclarecido no artigo. […]

Mouravieff está nos dizendo que existem DUAS raças que estão evoluindo na Terra e que essas duas raças, fisicamente idênticas, são muito diferentes do ponto de vista da alma. Parece que uma tem o potencial de desenvolver o processo EVOLUTIVO com uma alma soberana e integral nesta vida, enquanto os demais são “VASOS”  vazios em comparação e estavam destinados a esperar outra “volta da roda do ciclo evolutivo” ou ciclo cósmico. A raça adâmica é a raça que sofreu a Queda, o que significou a ruptura da conexão entre os centros superiores (dando acesso a maior conhecimento / conscientização e a uma realidade cósmica e divina) e os centros inferiores (que apenas governam a existência física) e que deixaram o homem-mulher adâmico no mesmo “Playground” como homem pré-adâmico, efetivamente nos tornando todos os seres Portais Orgânicos até aprendemos a desenvolver a evolução da nossa Alma.

Basicamente, até que o homem-mulher adâmico comece a desenvolver-se conscientemente através do trabalho esotérico que leva à sua autodescoberta, ele está no mesmo nível que o homem pré-adâmico (um morto vivo Portal Orgânico), no entanto, ele tem o potencial de desenvolver uma alma (ativando os centros superiores) através do trabalho e esforços conscientes . Portanto, todos são essencialmente um “Portal Orgânico” até o Despertar dos centros superiores, o que só é possível para o homem adâmico.

À medida que nossa pesquisa sobre psicopatas continuou, e especialmente na leitura do trabalho  The Mask of Sanity de H. Cleckley, chegamos à conclusão de que existe o que chamamos de psicopata de “variedade de jardim”. Este é o psicopata que é “bem-sucedido” no sentido de que ele não é pego. Ele opera invisivelmente na sociedade. Ele olha e age como “nós” o fazemos, seguindo as atividades do cotidiano, MAS e ainda falta algo”. como Cleckley descreve:

O observador é confrontado com uma máscara convincente de sanidade. Todas as características externas desta máscara estão intactas; não pode ser deslocada ou penetrada por questões voltadas para análise de níveis mais profundos de personalidade. O examinador nunca atinge o caos às vezes encontrado na busca sob a superfície externa de um esquizofrênico paranóico.

Os processos de pensamento mantêm seu aspecto normal sob investigações psiquiátricas e em testes técnicos destinados a evidenciar distúrbios obscuros de personalidade. O exame revela não apenas uma máscara bidimensional comum, mas o que parece ser uma imagem estrutural sólida e substancial da personalidade aparentemente sã e racional.

Poderia então ser pensado, no sentido literal completo, como um exemplo do que Trélat pretendia designar por seu termo expressivo, “la folie lucide”. Além disso, essa estrutura de personalidade em todas as situações teóricas funciona de maneira aparentemente idêntica à do funcionamento de um ser humano normal e saudável. Os processos de pensamento lógico podem ser vistos em perfeita operação, independentemente de serem estimulados ou tratados em condições experimentais.

Além disso, o observador encontra expressões verbais e faciais, tons de voz e todos os outros sinais que consideramos implicar convicção e emoção e a experiência normal da vida como a conhecemos nós mesmos e como nós assumimos que seja normal nos outros. Todos os julgamentos de valor e avaliações emocionais são apropriados quando o psicopata é testado em exames verbais.

Apenas muito devagar e por uma estimativa ou julgamento complexo baseado em pequenas impressões multitudinárias, a convicção vem sobre nós que, apesar desses processos racionais intactos, essas afirmações emocionais normais e sua aplicação consistente em todas as direções, estamos lidando aqui não com um hoem-mulher completo, mas com algo que sugere uma máquina refletida e sutilmente construída que pode imitar perfeitamente a personalidade humana.

Este aparelho psíquico que funciona suave e eficazmente reproduz consistentemente não apenas espécimes de bom raciocínio humano, mas também simulações apropriadas de emoção humana normal em resposta a quase todos os estímulos variados da vida.

Tão perfeita é essa reprodução de um homem-mulher inteiro e normal que ninguém que o examina em um cenário clínico pode apontar em termos científicos ou objetivos por que, ou como, ele não é real. E, no entanto, acabamos por conhecer ou sentir que a realidade, no sentido de uma experiência plena e saudável da vida, não está presente nestes indivíduos.

Cleckley está descrevendo uma pessoa que é capaz de imitar a personalidade humana, mas que deixa a impressão de que algo não existe nela. Eles têm uma estrutura de personalidade que “funciona de uma maneira aparentemente idêntica à do funcionamento normal e saudável” e, no entanto, quando tudo é dito e feito, “estamos lidando aqui não com um homem-mulher plenos e  completos, mas com algo que sugere uma construção sutil de máquina reflexiva que pode imitar perfeitamente a personalidade humana “ao ponto de” ninguém que o examine em um cenário clínico poder apontar em termos científicos ou objetivos por que, ou como, ele não é real “.

Além disso, devemos lembrar que Cleckley está lidando com casos clínicos, o psicopata que foi pego, que tem um mau funcionamento do seu programa, caso contrário eles não estariam em seu consultório. Essas pessoas, mesmo com pequenas falhas, podem viver quase imperceptivelmente entre nós.

O tipo aqui referido como “Portais orgânicos” (por razões que se tornam claras) são pessoas cujas habilidades de imitação são tão desenvolvidas, tanto parte integrante de quem elas são, que só podem ser descobertas após anos de observação. O (A) psicopata é o portal orgânico que falhou.

CONTINUA…


Sobre SERES SEM alma:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

FONTE: www.thoth3126.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.