PREVIDÊNCIA A RESPEITO DAS GRANDES MUDANÇAS PLANETÁRIAS

Posted by Thoth3126 on 18/09/2017

Bom dia e obrigado por ouvir o chamado. Sou Eu,  Miguel, dos reinos dos Arcanjos, venho da Luz do Santo Deus Criador. 

Obrigado, por me ouvirem meu amigos. Seu planeta está em condições bastante voláteis nestes dias atuais. Vocês precisam estar preparados para os estresses psicológicos causados ​​pelas próximas e grandes mudanças físicas. Nós simplesmente falamos a voces sobre o que está chegando de todas as maneiras que podemos e tantas vezes quanto possível. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Mensagem do Arcanjo Miguel: Previdência à respeito das grandes mudanças planetárias

Fonte:  http://phoenixarchives.com

O estresse deverá ser muito grande! Como preparamos vocês para os horrores dessas mudanças catastróficas que se avizinham?

Nós simplesmente falamos sobre o que está chegando de todas as maneiras que podemos e tantas vezes quanto possível. Devo projetar uma imagem e desejo que vocês se coloquem no meio do que descrevo a seguir e se perguntem: “Estou preparado para esse tipo de realidade quando ela acontecer?”

Então o cenário é o seguinte: a Terra começa a tremer e não parece mais parar. Todo a energia cai, sua casa começa a se separar; o chão está se abrindo; ruptura das linhas de gás; incêndios inflamados; sua cidade começa a queimar – não apenas em um local, mas em POR TODA A CIDADE!

Agora, a Terra começa a tremer de novo, tão forte ou muito mais do que anteriormente. As linhas de fornecimento de água estão quebradas; as ruas estão, em sua maior parte, intransitáveis ​​devido aos escombros de todo tipo, de tudo aquilo que desabou sobre o terreno. Coloque-se neste cenário. O que você faria?

Você deve pensar sobre tipo de possibilidades antes que elas aconteçam para que você possa agir com inteligência. O pânico e o medo, neste momento, devem ser tão grandes que muitos perecem simplesmente porque estão tão sobrecarregados e congelados de medo.

Vamos seguir este exemplo. Você pode estar dizendo a si mesmo: “Eu não vivo em uma cidade grande ou perto de grandes linhas de falhas geológicas”. Mas talvez você tenha família e amigos que morem! À medida que essas mudanças na Terra começar e avançarem, haverá sobreviventes e uma multidão de pessoas deslocadas. Em seu total desespero e confusão, eles deverão fazer coisas que normalmente NÃO fariam em uma sociedade “civilizada”.

Eles roubarão, e até mesmo cometerão assassinato, com aqueles que estarão tentando ajudá-los. Haverá gigantescos campos de refugiados. Alguns deles se deslocarão para o interior das áreas costeiras. Essa turba de desesperados estarão lutando pela sobrevivência. Os suprimentos de alimentos serão escassos e o governo enviará o Exército e a Guarda Nacional para controlar esses sobreviventes desarmados e ameaçados em estado de pânico.

Como você vai agir ou reagir, pois sua pequena cidade no interior vai receber um afluxo de multidão de pessoas deslocadas, desesperadas, feridas e com fome tentando lidar com o choque? Você vai alimentar e vestir seu irmão?

Serão apenas cinco? E quanto aos demais cincoenta, duzentos, mil?

Convocai o Santo Deus da Luz e passe a agir com inteligência – e prepare-se! A vida que você ajudar a salvar pode não só ser apenas a sua própria ou de membros de sua família, mas a de um completo estranho (para você agora!) O impacto mental em breve será muito DURÍSSIMO! Vocês estão passando do ponto para evitar essas realidades. Este é apenas um exemplo dos possíveis cenários.

À medida que a Terra se abrir ruidosa e violentamente, quando as suas principais placas da crosta (placas tectônicas) se deslocarem, muitos vulcões adormecidos devem surgir à medida que seu planeta procurar equilibrar as pressões e as tensões dentro de si mesmo. Isso por si só deve causar uma mudança dos padrões climáticos de forma global. O impacto deve ser sentido por todos no planeta. À medida que os povos de todos os países se tornarem desesperados pela sobrevivência, eles devem solicitar a outras regiões  por ajuda. Quando esse auxílio NÃO acontecer, todos devem querer tentar tomar o que eles precisam à força. Isso poderia escalar facilmente até o nível de uma guerra planetária.

A Elite do seu planeta sabe que essas catástrofes estão chegando e SÃO INEVITÁVEIS. Eles estão tentando controlar o timing dos grandes terremotos. Eles não entendem o que estão tentando fazer e estão apenas agravando o problema. Essas principais mudanças na Terra devem ser exploradas pelos controladores do seu planeta para despovoar e controlar mais plenamente as massas sobreviventes.

Vocês que gostam de todas as “conveniências e comodidades modernas” devem ter um tempo mais difícil já que vocês não mais poderão apenas ir até a loja local e comprar sua comida, água e combustível. O fornecimento de alimentos de uma nação estará sob controle rigoroso. Suas fazendas devem ser confiscadas se necessário; as colheitas devem certamente ser confiscadas. Vocês que dependem de qualquer recurso e fornecimento externo – como supermercados, farmácias, eletricidade fornecida pelo sistema de rede ou até a água municipal – devem ser muito impactados.

Seus funcionários do governo “eleitos” podem decidir quem de você se alimentará e sobreviverá ou não. Isto e verdade! Vocês podem me dizer que esta não é uma mensagem muito agradável. Não não é! Minha intenção é levá-los para uma REFLEXÃO antes que seja muito tarde.

As mudanças serão bem pior do que qualquer coisa escrita aqui ou que você possa imaginar. Voces devem agir e se preparar HOJE, pois amanhã pode muito bem ser DEMASIADO TARDE! Deus ajuda aqueles que fazem esforços para se ajudar e aos outros.

Haverá muitas orações a Deus para salvá-los ou ajudá-los depois do início das mudanças – especialmente pelos que sempre ignoraram nossas mensagens e NÃO se prepararam e pensam que algo desse tipo não poderia acontecer com eles. A hora de pedir assistência no planejamento é ANTES de que você esteja imerso em meio ao caos total.

Meu escriba está sobrecarregado e diz: “O que é necessário? Os que vão nos ouvir provavelmente já estão preparados e o resto não vai ouvir de qualquer maneira”. Meu escriba percebe que são muitos aqueles que não querem ouvir esse tipo de mensagem. É verdade que, em geral, a maioria não querem ouvir a VERDADE. Mas, se apenas UMA pessoas ouvir, e levar este aviso a sério, então toda a mensagem e o esforço terá valido a pena.

Vocês que escrevem essas mensagens que estão sendo enviadas para os quatro cantos do planeta são aqueles que criam as possibilidades de ter um remanescente sobrevivente da humanidade em relação a esta transição planetária. Muitas vidas você estará tocando que estarão lendo esta mensagem agora e muitas vidas você estará poupando. Não permita que surja o pensamento, “Oh, para que serve isso?” Esse é uma estratagema contraditório para distraí-los de salvar vidas e despertar as massas para a verdadeira natureza espiritual de sua situação ai em baixo nesse planeta.

UMA AMOSTRA DO QUE ESTA PARA ACONTECER…

Todos são responsáveis ​​por suas próprias escolhas e decisões. Existe muito que você pode fazer pelos outros. Apresentar uma mensagem iluminada pela verdade do momento atual a um irmão necessitado é talvez o maior presente que você pode oferecer. Tenha DISCERNIMENTO naquilo que você oferece ao outro ou no que voce faça pelo outro. Você deve permitir que cada um aprenda suas próprias lições; você não pode fazer isso por eles.

Eu sou Lord Michael, venho no Radiante Luz do Um. Que vocês atuem com sabedoria neste e em todos os dias. Aho!

Fonte:  CONTATO: O PROJETO PHOENIX – http://phoenixarchives.com


Nota de Thoth: Ao finalizar a edição desta matéria tive uma forte vontade de sair para o ar livre e observar as estrelas, um pouco impactado pela mensagem, e ao obedecer a minha intuição fui brindado pela passagem de uma brilhante esfera de luz muito intensa por quase toda a abobada celeste do distrito federal (Brasilia, onde me encontro no momento) de tamanho relativo maior e mais brilhante do que o planeta Júpiter, se deslocando lentamente no sentido sudeste noroeste. NÓS NÃO ESTAMOS SOZINHOS neste momento de TRANSIÇÃO PLANETÁRIA!


Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; e porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem”.  –  Mateus 7:13,14

Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons. Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Mateus 7:15-19


Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e a citação das fontes.

www.thoth3126.com.br

ATLÂNTIDA, O CONTINENTE PERDIDO

Posted by Thoth3126 on 17/09/2017

ATLÂNTIDA, o continente perdido

Milhares de anos após ter submergido (em 10.986 a.C.) nas profundezas frias e escuras do oceano Atlântico, o continente insular da Atlântida continua sendo um dos mistérios mais intrigantes da História.

A história antiga da humanidade em grande parte se constitui um enigma, enigma esse devido à ignorância das pessoas que a escreveram e dataram certos eventos. Podemos perceber isto tendo em vista, por exemplo, o que dizem a respeito da esfinge, pois atualmente estudos provam que ela data de 12.000 a.C. a 10.500 a.C., enquanto a história que divulgam a datam com uma idade de apenas desde 4.000 a.C. 

Edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

Do Mito à Realidade (A Magnífica Tróia)

 Outra indagação que deve ser feita diz respeito à distribuição de pirâmides no mundo. Elas são encontradas não somente no Egito, mas também na China e na América Central, mostrando a interligação dessas culturas no passado. O que interliga todas essas civilizações antigas? A única resposta que melhor responde a essas perguntas, e outras a respeito do mundo antigo, é a existência da Atlântida. Mas antes de continuarmos no assunto Atlântida, vamos discorrer rapidamente por Tróia:

Por muito tempo se acreditou que a História de glória e da destruição de Tróia, com suas altas muralhas, não passasse de um mito. As epopéias que descrevem a cidade, llíada e a odisséia de Homero, são anteriores a 700 a.C. Embora os gregos antigos lessem o grande poeta como apenas literatura.

Coube a Heinrich Schliemann, um milionário, um pseudo arqueólogo diletante e sonhador do século XIX, provar que os eruditos estavam errados (e na maioria das vezes eles estão errados…). Obstinado e romântico, o negociante alemão tinha certeza que Homero contara a verdade sobre Tróia. No final da década de 1860, Schliemann convenceu-se de que a aldeia turca de Hissarlik, com suas colinas semelhantes a fortins, lembrava a cidade descrita na llíada. Em 1871 deu início às escavações.

Logo descobriu que realmente havia uma cidade sob as “fortalezas” de Hissarlik. Na verdade, vários estágios de uma antiga cidade estavam enterrados em camadas superpostas. E uma dessas camadas, queimada por fogo, parecia-se muito com a Tróia de Homero. A primeira fonte de informação que chegou ao mundo moderno é sem dúvida os escritos de Platão.

Foi ele quem primeiro falou da existência de uma ilha então submersa à qual foi dado o nome de Atlântida. Platão tomou conhecimento da Atlântida através de Sólon, que, por sua vez lhe foi referido por sacerdotes egípcios, num dos templos da cidade egípcia de Saís. Na verdade a Atlântida data de pelo menos 100.000 a.C., então constituindo não uma ilha e sim um imenso continente que se estendia desde a Groelândia até o Norte do Brasil.

Pressupõem que os atlantes chegaram a conviver com os lemurianos, que viviam num continente no Oceano Pacifico aproximadamente onde hoje se situa o Continente Australiano. Naquele continente Atlante havia muitos terremotos e vulcões e foi isto a causa de duas das três destruições que acabaram por submergi-lo. A terceira destruição não foi determinada por causas naturais. Na primeira destruição, em torno de 50.000 a.C. várias ilhas que ficavam junto do continente atlante afundaram, como também a parte norte do continente que ficava próximo a Groenlândia, em decorrência da ação dos vulcões e terremotos.

A segunda destruição, motivada pela mudança do eixo da Terra, ocorreu em torno de 28.000 a.C., quando grande parte do continente afundou, restando algumas ilhas, das quais uma que conectava o continente Atlante à América do Norte. E a terceira foi exatamente esta onde floresceu a civilização citada por Platão e que por fim foi extinta, em uma só noite, afundando-se no mar restando apenas as partes mais elevadas que hoje corresponde aos Açores descrita por Platão. Para se estudar bem a Atlântida deve-se considerar que esse nome diz respeito a três civilizações distintas, pois em cada uma das destruições os que restaram tiveram que recomeçar tudo do início.

Atlântida 100.000 a.C. a 50.000 a.C.

Sobre a Atlântida antes da primeira destruição (antes de 50.000 a.C.) pouco se sabe. Diz-se haver sido colonizada pelos lemúrios que haviam fugido do continente onde habitavam, também sujeito a cataclismos imensos, quando então se estabeleceram correntes migratórias fugitivas das destruições que ocorriam na Lemúria, algumas delas dirigiram-se para o Sul Atlântida.

Estes primeiros Atlantes julgavam a si pelo caráter e não pelo que tinham e viviam em harmonia com a natureza. Pode-se dizer que 50% de suas vidas eram voltadas ao espiritual e os outros 50% para o lado prático, vida material.

Edgar Cayce afirma que dois grupos diversos tiveram grande poder nessa época, um deles chamados de “Os Filhos de Belial” (os filhos das Trevas). Estes trabalhavam pelo prazer, tinham grandes posses, mas eram espiritualmente imorais. Outro grupo chamado de “As Crianças da Lei do Uno“( os filhos da Luz), era constituído por pessoas que invocavam o amor e praticavam a reza e a meditação juntas, esperando promover o conhecimento divino. Eles se chamavam “As Crianças da Lei Um” porque acreditavam em Uma Religião, Um Estado, Uma Casa e Um Deus, ou melhor, que Tudo é Um.

Logo após essa divisão da civilização atlante, foi que ocorreu a primeira destruição da Atlântida, ocasião em que grande número de imensos vulcões entrou em erupção. Então uma parte do povo foi para a África onde o clima era muito favorável e possuíam muitos animais que podiam servir como fonte de alimentação. Ali os descendentes dos atlantes viveram bem e se tornaram caçadores. A outra parte direcionou-se para a América do Sul onde se estabeleceu na região onde hoje é a Bacia Amazônica.

Biologicamente os atlantes do grupo que foi para a América do Sul começaram a se degenerar por só se alimentarem de carne pensando que com isso iriam obter a força do animal, quando na verdade o que aconteceu foi uma progressiva perda das habilidades psíquicas. Assim viveram os descendentes atlantes até que encontraram um povo chamado Ohlm, remanescentes dos descendentes da Lemúria, que os acolheram e ensinaram-lhes novas técnicas de mineração e agricultura.

As duas partes que fugiram da Atlântida floresceram muito mais do que aquela que permanecera no continente, pois em decorrência da tremenda destruição os remanescentes praticamente passaram a viver como animais vivendo nas montanhas durante 4.000 anos, após o que começaram a estabelecer uma nova civilização.

Atlântida 48.000 a.C. a 28.000 a.C.

Os atlantes que estabeleceram uma nova civilização na Atlântida começaram de forma muito parecida com o inicio da colonização que os Lemúrios fizeram na Atlântida. Eles se voltaram a trabalhar com a natureza e nisso passaram milhares de anos, mas com o avanço cientifico e tecnológico também começaram a ficar cada vez mais agressivos, materialistas e decadentes. Os tecnocratas viviam interessados em bens materiais e desrespeitando a religião. A mulher se tornou objeto do prazer; crimes e assassinatos prevaleciam, os sacerdotes e sacerdotisas praticavam o sacrifício humano.

Os atlantes se tornaram uma civilização guerreira. Alguns artistas atlantes insatisfeitos fugiram para costa da Espanha e para o sudoeste da França, onde até hoje se vêem algumas de suas artes esculpidas nas cavernas. Em 28.000 a.C. com a mudança do eixo da Terra, os vulcões novamente entraram em grande atividade acabando por acarretar o fim da segunda civilização atlante. Com isso novamente os atlantes fugiram para as Antilhas, Yucatan, e para a América do Sul.

Ilustração de Lloyd K. Townsend de como seria Atlântida.

 Atlântida 28.000 a.C. a 11.000 a.C.

Esta foi a Civilização Atlante descrita por Platão. Mais uma vez tudo se repetiu, os que ficaram recomeçaram tudo novamente, recriando as cidades que haviam sido destruídas, mas inicialmente não tentando cometer os mesmos erros da florescente civilização passada. Eles unificaram a ciência com o desenvolvimento espiritual a fim de haver um melhor controle sobre o desenvolvimento social.

Começaram a trabalhar com as forças da natureza, tinham conhecimento das hoje chamadas linhas Hartman e Linhas Ley que cruzam toda a Terra, algo que posteriormente veio a ser muito utilizado pelos Celtas (também descendentes dos atlantes) que construíram os menires e outras edificações em pedra.  Vale salientar que eles acabaram por possuir um alto conhecimento sobre a ciência dos cristais, que usavam para múltiplos fins, mas basicamente como grandes potencializadores energéticos, e fonte de registro de informações, devido a grande potência que o cristal tem de gravar as coisas. Os Atlantes tinham grande conhecimento da engenharia genética, devido a isso tentaram criar “raças puras”, raças que não possuíssem nenhum defeito. Esse pensamento persistiu até o século XX para ser uma das bases do nazismo e persiste no mito do “Povo Eleito”.

Os Atlantes detinham grandes conhecimentos sobre as pirâmides, há quem diga que elas foram edificadas a partir desta civilização e que eram usadas como grandes condutores e receptores de energia cósmica, o que, entre outros efeitos, fazia com que uma pessoa que se encontrasse dentro delas, especialmente a Grande Pirâmide, entrava em estado alterado de consciência quando então o sentido de espaço-tempo se alterava totalmente.  É certo que os habitantes da Atlântida possuíam um certo desenvolvimento das faculdades psíquicas, entre as quais a telepatia, embora que muito aquém do nível atingido pelos habitantes da primeira civilização. Construíram aeroplanos, mas nada muito desenvolvido, algo que se assemelharia mais ao que é hoje é conhecido como “asa delta“.

Isto foi confirmado através de gravuras em certos hieróglifos egípcios e maias. Também em certa fase do seu desenvolvimento os atlantes foram grandes conhecedores da energia lunar, tanto que faziam experiências muito precisas de conformidade com a fase da Lua. A par disto foram grandes conhecedores da astronomia em geral. Na verdade os atlantes detiveram grandes poderes, mas como o poder denigre o caráter daquele que não está devidamente preparado para possuí-lo, então a civilização começou a ruir.

Eles começaram a separar o desenvolvimento espiritual do desenvolvimento científico. Sabedores da manipulação dos gens eles desenvolveram a engenharia genética especialmente visando criar raças puras.

Isto ainda hoje se faz sentir em muitos povos através de sistemas de castas, de raça eleita ou de raça ariana pura. Em busca do aperfeiçoamento racial, como é da natureza humana o querer sempre mais os cientistas atlantes tentaram desenvolver certos sentidos humanos mediante genes de espécies animais detentoras de determinadas capacidades.

Tentaram que a raça tivesse a acuidade visual da águia, e assim combinaram genes deste animal com genes humano; aprimorar o olfato através de genes de lobos, e assim por diante. Mas na verdade o que aconteceu foi o pior, aqueles experimentos não deram certo e ao invés de aperfeiçoarem seus sentidos acabaram criando bestas-feras, onde algumas são encontradas na mitologia grega e em outras mitologias e lendas.  Ainda no campo da engenharia genética criaram algumas doenças que ainda hoje assolam a humanidade.

A moral começou a ruir rapidamente e o materialismo começou a crescer. Começaram a guerrear. Entre estas foi citada uma que houve com a Grécia, da qual esta foi vitoriosa. Enganam-se os que pensam que a Grécia vem de 2 000 a.C. Ela é tão velha quanto  o Egito e isto foi afirmado a Sólon pelo sacerdote de Sais. Muitos atlantes partiram para onde hoje é a Grécia e com o uso a tecnologia que detinham se fez passar por deuses dando origem assim a mitologia grega, ou seja, constituindo-se nos deuses do Olimpo.

Por último os atlantes começaram a fazer experimentos com displicência de forma totalmente irresponsável com cristais e como conseqüência acabaram canalizando uma força cósmica, que denominaram de “Vril”, sob a qual não tiveram condições de controlá-la, resultando disso a destruição final de Atlântida, que submergiu em um único dia.

Para acreditar que um continente tenha submergido em uma noite não é muito fácil, mas se analisarmos pelo suposto lado tecnológico que utilizavam, veremos até que provavelmente seria mais avançado que o nosso, o poder do cristal é muito maior do que imaginamos, os cristais estão presentes no avanço tecnológico, um computador é formado basicamente de cristais e o laser é feito a partir de cristais.

Mas antes da catástrofe final os Sábios e Sacerdotes atlantes, juntamente com muitos seguidores, cientes do que adviria daquela ciência desenfreada e conseqüentemente que os dias daquela civilização estavam contados, partiram de lá, foram para vários pontos do mundo, mas principalmente para três regiões distintas: O nordeste da África onde deram origem a; para América Central, onde deram origem a; e para o noroeste da Europa, onde bem mais tarde na Bretanha deram origem à Civilização Celta.

A corrente que deu origem a civilização egípcia inicialmente teve muito cuidado com a transmissão dos ensinamentos científicos a fim de evitar que a ciência fora de controle pudesse vir a reeditar a catástrofe anterior. Para o exercício desse controle eles criaram as “Escolas de Mistérios”, onde os ensinamentos eram velados, somente sendo transmitidos às pessoas que primeiramente passassem por rigorosos testes de fidelidade.Os atlantes levaram com eles grandes conhecimentos sobre construção de pirâmides, e sobre a utilização prática de cristais, assim como conhecimentos elevados de outros ramos científicos como, a matemática, geometria, etc.

Pesquisas recentes datam a Esfinge de Gizé sendo de no mínimo 10.000 a.C. e não 4.000 a.C. como a “egiptologia clássica” afirma. Edgar Cayce afirmou que embaixo da esfinge existe uma sala na qual estão guardados documentos sobre a Atlântida, atualmente já encontraram uma porta que leva para uma sala que fica abaixo da esfinge, mas ainda não entraram nela. A Ordem Hermética (Hermes=Thoth) afirma a existência não de uma sala, mas sim de doze.

A corrente que deu origem a civilização maia, foi muito parecida com a corrente que deu origem a civilização egípcia. Quando os atlantes que migraram para a Península de Yucatã antes do afundamento final do continente, eles encontraram lá povos que tinham culturas parecidas com a deles, o que não é de admirar, pois na verdade lá foi um dos pontos para onde já haviam migrado atlantes fugitivos da segunda destruição.

Também os integrantes da corrente que se direcionou para o Noroeste da Europa, e que deu origem mais tarde aos Celtas, tiveram muito cuidado com a transmissão do conhecimento em geral. Em vez de optarem para o ensino controlado pelas “Escolas de Mistérios” como acontecera no Egito, eles optaram por crescer o mínimo possível tecnologicamente, mas dando ênfase especialmente o conhecimento sobre as Forças da Natureza, sobre as energias telúricas, sobre os princípios que regem o desenvolvimento da produtividade da terra.

Conheciam bem a ciência dos cristais, e da magia, mas devido ao medo de fazerem mal uso dessas ciências eles somente utilizavam-nos, mas no sentido do desenvolvimento da agricultura, da produtividade dos animais de criação, etc. Atualmente as pessoas vêem a Atlântida como uma lenda fascinante, como algo que mesmo datando de longa data ainda assim continua prendendo tanto a atenção das pessoas. Indaga-se do porquê de tanto fascínio? Acontece que ao se analisar a história antiga da humanidade vê-se que há uma lacuna, um hiato, que falta uma peça que complete toda essa história.

Muitos estudiosos tentam esconder a verdade com medo de ter que reescrever toda a história antiga, rever conceitos oficialmente aceitos. Mas eles não explicam como foram construídas as pirâmides, como existiram inúmeros artefatos e achados arqueológicos encontrados na Ásia, China, Índia, África e Américas e que estão todos inter-relacionados; e outros monumentos que até hoje são um enigma. 

Os menires encontrados na Europa, as obras megalíticas existentes em vários pontos da terra, os desenhos e figuras representativas de aparelhos e até mesmo de técnicas avançadas de várias ciências, os autores oficiais não dão qualquer explicação plausível. Os historiadores não acreditam que um continente possa haver afundado em uma noite, mas eles esquecem que aquela civilização foi muito mais avançada que a nossa.

Foram encontradas, na década de 60, ruínas de uma civilização no fundo do mar perto dos Açores, onde foram encontrados vestígios de colunas gregas e até mesmo um barco fenício. Atualmente foram encontradas ruínas de uma civilização que também afundou perto da China.

As pessoas têm que se conscientizar de que em todas as civilizações em que a moral ruiu, elas começaram a se extinguir, e atualmente vemos isso na nossa civilização, e o que é pior, na nossa civilização ela tem abrangência mundial, logo se ela ruir vai cair todo o mundo.

Ruínas submersas em Yonaguni, no Japão.

Então o mais importante nessa história da Atlântida não é o acreditar que ela existiu e sim aprender a lição para que nós não enveredemos pelo mesmo caminho, repetindo o que lá aconteceu. Segundo Platão, o continente era cercado de ilhas, e era tão grande quanto a Asia e a Líbia juntas, a Atlântida era regida pelo deus Poseidon:

Atlântida, a ilha, situada a oeste das Colunas de Hércules (o atual Estreito de Gibraltar). “Quando os deuses fizeram a partilha do mundo, a Atlântida coube a Netuno [Poseidon], que ali viveu em companhia de Cleito [ou Clito]. De sua união com a mortal nasceram dez filhos, dos quais o mais velho era Atlas. Atlas recebeu do pai a supremacia da ilha, que dividiu em 10 partes, tomou uma para si e dividiu as restantes entre seus irmãos. “Punida por seus vícios e seu orgulho, a Atlântida foi engolida pelo oceano”.

A capital da nação (Poseidonis) era uma verdadeira maravilha da arquitetura e engenharia, a cidade era composta de uma série de canais e muros concêntricos. Platão pretendia fazer um grande relato sobre Atlântida, uma narrativa digna do relato de Sólon. Porém o filósofo morreu antes que pudesse terminar seu trabalho.

Atlântida,  a origem do Antigo Egito

A menção mais conhecida sobre o continente de Atlântida, é a do filósofo grego Platão, que descreveu Atlântida como sendo um reino situado a oeste das colunas de Hércules (hoje, o estreito de Gibraltar no mar Mediterrâneo). Platão tomou conhecimento de Atlântida através de Sólon, que ouviu a história de sacerdotes egípcios num templo na antiga cidade egípcia de Saís.

O filósofo jamais revelou se a história do reino que foi completamente submerso nas profundezas do mar, era real ou não. Usou uma série de personagens para expressar suas idéias, dentre eles, estava Kritias que dizia que Atlântida era uma história que estava em sua família passada de geração para geração.

No centro da capital havia um monte, e no topo, um templo com uma estátua de Posseidon com seis cavalos alados, completamente feitos de ouro. Platão descreve os atlantes como um povo pacífico, mantinham comércio com os povos dos outros continentes, porém, com o passar do templo, se tornaram cobiçosos e corruptos. O deus Posseidon castigou os atlantes jogando o continente inteiro nas profundezas do mar, para que ninguém jamais encontrasse a civilização novamente.

No diálogo de Timaeus, Platão narra que Atlântida iria expandir seus domínios:

Agora nesta ilha de Atlântida havia um grande e maravilhoso império que governou em toda a ilha e em várias outras, e em partes do continente”

e depois, os homens da Atlântida dominaram as partes da Líbia dentro das colunas de Hércules até o Egito e a Europa, até a Tyrrhenia (mar que banha a costa oeste da Itália).”

Mas depois ocorreram ali violentos terremotos e inundações e num único dia e noite de infortúnio, todos os seus guerreiros afundaram na terra e a ilha de Atlântida desapareceu nas profundezas do mar.”

A região do Triângulo das Bermudas é um local onde se vê muitos UFOs mergulhando no oceano, se deslocando submersos na água como submarinos e saindo de dentro do oceano e disparando para fora do espaço terrestre em altas velocidades.

Registros Egípcios

Existem antigos registros egípcios sobre uma nação que foi submersa  no oceano por conseqüência de uma catástrofe,  Kaftiu. As duas histórias são semelhantes. Kaftiu ficava a oeste do antigo Egito, e Atlântida a oeste no oceano atlântico. Kafkiu era uma ilha enorme que ficava no oceano atlântico, mas não necessariamente a oeste do mediterrâneo. Parece que as ilhas relacionadas (ex. Santorini/Thera que foi parcialmente destruída por erupção vulcânica em 1.650 a.C.) podem ter sido parte da mesma cultura. A nação da lenda egípcia também era pacífica, e possuía elefantes.

Existem registros do povo minóico que poderiam fazer parte da mesma cultura atlante. Os minóicos vendiam marfim para os egípcios 20 séculos antes de cristo. Os mapas da Atlântida feitos por Platão teriam semelhança com a geografia da antiga Creta.

Outros fatos

Antigos escritos Maias e aztecas também falam sobre a destruição de uma nação que foi tragada pelo mar. Os hieróglifos fenícios foram encontrados em numerosas ruínas na América do Sul que são tão antigas que o povo indígena que vive lá não sabe mais quem as construiu.

O historiador grego Timagenus escreveu sobre a guerra entre Atlântida e Europa. Antigas tribos da frança diziam que Atlântida era seu lar original, e pinturas brilhantes em cavernas antigas mostram pessoas usando roupas do século 20. Também existem relatos dos Incas sobre a destruição de Atlântida que possuía uma tecnologia avançada, mas foi destruída por terremotos e gigantescas ondas.

Também existem menções sobre Atlântida em antigas tribos indígenas dos EUA e do México, no Tibete e na ilha de páscoa também existem citações. Os alemães e os escandinavos nórdicos falaram de um continente desaparecido no Oceano Atlântico Norte, chamado Thule.

O médium Edgar Cayce e Atlântida

Cayce foi um sensitivo americano que nasceu em 1877 e morreu em 1945. Ele conseguia dizer para as pessoas o que elas tinham sido em outras vidas, quando era criança, conversava com pessoas que ninguém mais via, inclusive seu falecido avô. Também curava, bastava dar a ele o nome e o endereço que ele medicava e relatava o diagnóstico exato da enfermidade que a pessoa possuía. Muitas vezes durante as sessões, Cayce dizia:

-não posso atender fulano, pois ele não se encontra nesse endereço, e mais tarde se averiguava que a pessoa havia saído naquele exato instante mesmo. Cayce sabia o que as pessoas haviam sido em vidas passadas graças a um estado hipnótico que ele se auto-impunha, só conseguia prever e enxergar coisas quando estava em transe. No dia-a-dia era um homem normal e religioso.

É importante lembrar que Cayce vaticinou com precisão o estouro da bolsa em 1929, o assassinato do presidente Kennedy e muitos outros acontecimentos que realmente ocorreram. Para ele, passado, presente e futuro era uma coisa só. Não se detinha nas coisas que sabemos e conhecemos, ultrapassava as barreiras do tempo, avançando e voltando em mundos dos quais só nos restam conhecimentos fragmentários através de lendas e vagas alusões…

Previu em 1940 que cerca de 28/29 anos depois, ou seja, em 1968/69, um templo da Atlântida viria a superfície próximo a Bimini. Tal não foi a reação da imprensa e dos meios científicos quando em 1968, assim como havia sido previsto por Cayce, diversas construções submarinas começaram a aparecer nas proximidades de Bimini. próximo a cuba, foi encontrada uma estrada que parece ser um antigo muro, que desaparece nas profundezas do mar (Bimini Road, Ver mais em: 

  1. http://thoth3126.com.br/bimini-road-atlantida-misterios-nao-resolvidos-do-mundo/.

Ao descrever a Atlântida, Cayce disse que a parte afundada estava localizada no fundo do Oceano perto das Bahamas e que estas constituíam os picos da ilha afundada de Poseidia. Cayce afirmou também que as terras próximas a Bimini, seriam as terras mais altas do continente afundado. A isso se junta o fato de ao sul deste ponto haver um abismo de cerca de 18 mil pés (aproximadamente 5400 metros de profundidade).

Concepção artística do que seria Poseidonis, capital da Atlântida

Outras ruínas submarinas posteriormente encontradas, próximas a outras ilhas do Caribe, incluindo o que parece ser uma cidade inteira submersa perto da costa do Haiti e outra ainda, no fundo de um lago. Ainda em 1968, foi descoberta uma espécie de estrada submarina, ao norte de Bimini, desaparecendo nas profundezas do mar.

Pesquisas estão sendo levadas a cabo, para descobrir se as ruínas são dos Maias ou se fazem parte realmente dos feitos de outra e mais antiga civilização. Segundo Edgard Cayce, o fim da civilização atlante deu-se devido a fatores como descontentamento do povo, escravidão dos trabalhadores e “misturas” (experiências genéticas entre humanos e animais), sacrifícios humanos, adultério, fornicação generalizada e mau uso das forças da natureza, práticas que hoje identificamos como Magia Negra da pior espécie.

Cayce relatou também, que os habitantes de Atlântida possuíam cultura elevada, e sua tecnologia superava em muito a de nossa época. Consta que sabiam enfeixar a luz solar em grandes cristais, empregando essa energia como força motriz, fonte de calor e armamento. Poderia tratar-se de uma espécie de raio laser, inventado após a morte de Cayce. Portanto, ele nada sabia a respeito. Cayce descrevia o cristal:

A pedra foi ativada pelos raios do sol. Ela enfeixa a luz e o cristal atua sobre instrumentos conectados aos diversos meios de transportes, assim como funciona o telecomando através do rádio.

Construções submersas em Bimini no Mar do Caribe

O rubi, conforme Cayce denominava às vezes o cristal, estava instalado em grandes edifícios, com cúpulas e telhas corrediças. Seus raios atravessavam pedra e aço-Os raios não eram visíveis aos olhos, porém atuavam sobre cristais nos motores. Cayce descreve aeronaves movidas a gás, fala de veículos para recreação, que deslizavam pouco acima do chão, e de veículos submarinos. Ele fala de uma ampla reunião de cúpula de numerosas nações na Atlântida, há cerca de 50.000 anos. Diz que o assunto principal da conferência era estudar medidas preventivas contra os grandes bandos de animais gigantescos que dominavam a terra. A Atlântida os teria eliminado com seus raios da morte.

Como construíram cidades cada vez maiores, os recursos naturais destinados à alimentação começaram a escassear. A exploração predatória das montanhas, vales e depois no mar levou a acelerada degradação das terras e da população. Em sua aflição, o povo da Atlântida aumentava cada vez mais a carga de cristais energéticos.  Por fim eles se tornaram excessivamente potentes e desencadearam forças da natureza. O continente foi primeiro despedaçado por violentas erupções vulcânicas, que lançaram pelos ares rochas enormes e por fim mergulhou no mar. Neste mesmo evento cataclísmico houve a inversão dos pólos magnéticos e inclinação do eixo norte/sul de 23° do planeta.

Alguns milhares de pessoas sobreviveram a catástrofe, diz Cayce: -A primeira migração foi para a região dos pireneus. Isto explicaria a existência dos bascos, um povo entre a frança e Espanha, que pouco tem em comum com seus vizinhos. O idioma basco é totalmente estranho na Europa. O povo jamais conseguiu se adaptar e se entrosar. Mais tarde emigraram os que se misturaram a povos negros ou mestiços, constituindo posteriormente a dinastia egípcia e os grupos dos quais descendem os incas.

O famoso triangulo das bermudas fica próximo a Bimini. Exatamente o local onde o médium Edgar Cayce disse que encontrariam parte de Atlântida. O triangulo das bermudas é uma área de 3.950.000 km² (do tamanho da Índia) no oceano atlântico. Existe uma grande anomalia magnética nesta região, muitos navios e aviões perdem-se no triângulo por que suas bússolas, equipamentos de rádio e radares ficam desorientadas. Também é comum navios e aviões desaparecerem por lá. O caso mais famoso do triangulo das bermudas é o desaparecimento do vôo 19.

Curiosidades e coincidências

A famosa história bíblica do dilúvio passa a história de um descontentamento de Deus com os rumos que a civilização humana estava tomando, e conseqüentemente a humanidade foi tragada por águas que cobriram o planeta inteiro (não pode-se deixar de reparar na semelhança com Atlântida). A esfinge, no antigo Egito (estatua colossal, que ninguém sabe até hoje como os egípcios conseguiram construir, ou o quê ela significa) pode ser uma construção derivada da cultura dos atlantes, que era muito presente em muitos povos daquela época.

As próprias pirâmides são construções encontradas nos sete cantos do mundo. Pirâmides podem ser encontradas no Egito, na China e na América Central (recentemente foram descobertas na Europa, na Bósnia-Herzegóvina), provando que todas essas civilizações tinham uma conexão antigamente. Existem construções maias com desenhos de elefantes nas paredes. Como? como poderiam saber sobre a existência de um animal que só pode ser encontrado na África?

Serão tudo isso coincidências, ou alguma coisa conectava realmente todas essas civilizações?”

Citação Os escritos em sânscrito da Índia antiga contem várias descrições da Atlântida, e até mesmo afirmam que a Atlântida foi destruída como resultado de uma guerra entre os deuses e os Asuras (entre os deuses e os Titãs). O Vishnu Purana, um dos mais antigos, fala de “Atala, a Ilha Branca” … Outro nome, Saka Dwipa, é usado nos Puranas e de acordo com o dicionário sânscrito (1974), Saka Dwipa significa “ilha das pessoas de pele clara.” Embora originalmente descrita no Mahabharata como uma ilha no extremo Oeste (da Índia), em linguagem moderna Atala tornou-se um “inferno”, e seus habitantes originais (Daityas, Danavas, Asuras) “demônios”. Estes eram tribos de pessoas que viviam em Atlântida.Citação


Permitida a reprodução desde que mantida na formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

QUE É O RADIOAMADORISMO?

mario-pqr ipiranga-01Autor: Erwin Hübsch Neto, PY2QI
Reprodução permitida desde que citada a fonte

Em um distante vilarejo da antiga União Soviética um jovem comemora seu primeiro contato feito com um país da América do Sul usando seu próprio equipamento de radioamador, projetado e montado por ele. Estamos em meados da década de 1980 e as rígidas normas do sistema soviético limitam os comunicados a informações como nome, cidade do operador, sinal recebido e temperatura local.

 

A milhares de quilômetros dali o experiente radioamador sul americano lança o contato em seu livro de registro de comunicados (QSO) e começa a desenhar em sua mente como será a cultura, a vida e o dia-a-dia de seu colega soviético.

 

A situação descrita acima parece ser inimaginável no mundo atual em que a comunicação é instantânea, por meio da internet, telefone celular, satélites e redes mundiais de televisão. Mas, mesmo nos tempos atuais, todos os dias, milhões de radioamadores continuam se comunicando em todo o mundo, formando uma grande rede mundial de amigos.

 

Por definição o Radioamador é aquela pessoa que por hobby usa uma estação de radioamador para comunicação sem fins comerciais com outras pessoas que compartilham a mesma atividade. Dependendo do equipamento usado, essa comunicação poderá ser no seu próprio quarteirão ou intercontinental, ou ainda com algum radioamador-astronauta a bordo da Estação Espacial Internacional. A comunicação entre os radioamadores pode ser feita por voz, por meios digitais, usando-se um computador. Muitos radioamadores ainda preferem usar o meio mais antigo de comunicação sem fio: o código Morse, ou telegrafia.

 

O verdadeiro Radioamador é também uma pessoa interessada em assuntos técnicos e científicos, que gosta muito de fazer experimentações com antenas, aparelhos, montagens, etc. Muitos dos modernos equipamentos de comunicação como o telefone celular e outros desenvolvimentos tecnológicos estão acessíveis a todos graças ao radioamadorismo que permitiu que essas tecnologias fossem desenvolvidas e exaustivamente testadas.

 

O radioamadorismo teve ao longo de sua história um papel muito importante no auxílio em situações solidariedade, desastres e calamidades públicas em todo o mundo. Há décadas atrás quando as cidades não estavam interligadas por redes telefônicas, era comum o radioamador local servir de apoio em comunicações entre parentes distantes, na obtenção de medicamentos que só eram encontrados em grandes centros ou no exterior. Existem relatos de vidas que muitas vidas que foram salvas graças a solidariedade dos radioamadores na obtenção de medicamentos que não podiam ser encontrados localmente. Apenas para citar um exemplo da importância dessa atividade como meio de comunicação em situações de calamidade e emergências, os radioamadores formaram uma rede nacional de comunicação quando das grandes enchentes nos anos de 1983 e 1984 no estado de Santa Catarina, onde por vários dias dezenas de importantes cidades ficaram totalmente isoladas e devastadas, sem nenhuma outra forma de comunicação. Mais recentemente os radioamadores americanos participaram ativamente como uma rede de comunicação de emergência durante os ataques terroristas de 11 de Setembro.

 

O radioamadorismo possui um código de ética que foi escrito em 1928 pelo Radioamador americano Paul M. Segal, W9EEA:

1)      PONDERADO – O Radioamador é ponderado e atencioso e jamais usará sua estação para prejudicar a atividade dos demais;

2)      LEAL – O Radioamador é leal e oferecerá sua lealdade, encorajamento e apoio aos seus companheiros, ao seu clube local e à sua entidade que o representa em seu país;

3)      PROGRESSISTA – O Radioamador é progressista e manterá sua estação sempre atualizada tecnologicamente, conservada e bem instalada e operando com eficiência;

4)      AMISTOSO – O Radioamador é amigo e paciente com os demais colegas, principalmente se forem iniciantes. Aconselha e auxilia os principiantes. Presta assistência e colaboração. Considera e coopera com o interesse alheio. Estas são as características do espírito do radioamadorismo;

5)      EQUILIBRADO – O Radioamador é equilibrado. O rádio é seu passatempo e ele nunca permitirá que o seu hobby interfira em quaisquer de seus deveres e obrigações domésticas, profissionais, escolares ou para com a comunidade em que vive;

6)      PATRIÓTICO – Sua estação e o suas habilidades sempre estão disponíveis para prestar serviço ao seu país e sua comunidade.

 

HOBBY DE DIVERSIDADES

            Se você ainda não é um Radioamador, não tem idéia de quantas atividades incomuns e interessantes poderá fazer. Quais são os tipos de pessoas que encontrará? Se você caminhar pelas ruas de sua cidade certamente encontrará pessoas de todos os tipos, homens, mulheres, pessoas de diferentes idades, classes sociais, etnias e religiões. Eles podem ser engenheiros, donas de casa, motoristas, policiais, bancários. Mas qualquer um deles pode ser um radioamador que sem querer você poderá manter contato via rádio.

           

O Radioamadorismo é um hobby democrático, que não tolera discriminações sociais, raciais ou políticas. Pouco importa para o Radioamador se seu colega do outro lado não compartilha das mesmas crenças ou orientações políticas e muito menos se ele é de uma ou outra raça. O radioamadorismo forma uma imensa comunidade mundial onde as diferenças não existem e o que importa é que todos tenham o mesmo interesse comum.

 

Como Radioamador você poderá ter inúmeras opções de atividades e interesses. Existem radioamadores que tem uma licença classe C e se dedicam apenas a falar localmente nas faixas de VHF e UHF num raio de apenas 100 ou 200 quilômetros. Outros preferem operar com equipamentos de HF que permitem contatos a milhares de quilômetros. Muitos radioamadores gostam de montar suas próprias antenas, fazer experiências com novos circuitos e até mesmo montar seus próprios equipamentos. A operação de rádios de baixa potência chamada de QRP fascina muitas pessoas que enxergam a limitação de potência como um desafio. Falar com outras pessoas usando o antigo Código Morse é algo que ainda fascina milhares de radioamadores em todo o mundo, bem como aqueles que gostam de fazer contatos em RTTY (Radioteletipo) ou em modos digitais usando um computador acoplado ao rádio. O radioamadorismo permite ainda contatos via satélite (sim, existem diversos satélites exclusivos para uso de radioamadores), contatos através de reflexão lunar (o sinal é “rebatido” na superfície da Lua) ou você poderá até manter contato com radioamadores na Estação Espacial Internacional (a maioria dos astronautas é Radioamador).

 

Se você tem outros hobbies como a prática de off-road, rallies, navegação ou adora fazer uma trilha de “bike” pode dotar o seu veículo de um moderno equipamento de radioamador que lhe trará mais segurança e companhia em suas longas aventuras.

 

COMO TUDO COMEÇOU

            Podemos afirmar que os dois primeiros Radioamadores foram o italiano Guglielmo Marconi, que detém o título de inventor do rádio e o brasileiro Padre Roberto Landell de Moura. Ambos tiveram êxito com experimentos rudimentares do que chamamos hoje de rádio entre o final do século XIX e início do século XX. Padre Landell conseguiu realizar transmissões de sinal na cidade de São Paulo, anos antes de Marconi ter conseguido o registro da patente do rádio.

            Marconi fundou na Inglaterra a “The Marconi Company” e com investimento de outros empresários continuou suas pesquisas transformando sua invenção num grande negócio chamado de rádio. Já o brasileiro, sem apoio e perseguido, jamais explorou seu trabalho de forma comercial.

 

            Pouco a pouco muitas pessoas começaram a se interessar pela comunicação à distância e começaram a montar seus rádios e antenas vindo a ser o que chamamos hoje de Radioamador. Nessa época, início do século XX, não existia nenhuma regulamentação por parte dos governos. Em 1914 foi fundada a primeira liga de radioamadores nos Estados Unidos, chamada de ARRL (American Radio Relay League). A ARRL foi incumbida a estabelecer normas para que o radioamadorismo pudesse ser reconhecido como uma atividade legal. A atividade foi liberada e reconhecida pelo governo americano no dia 1º de outubro de 1919. Em 1920 conferências internacionais estabeleceram critérios e normas para a nova atividade, incluindo a definição das freqüências de operação.

 

            Os primeiros registros da atividade no Brasil datam de 1909 cotando com radioamadores nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Nessa época, sem qualquer legislação ou normatização, os próprios radioamadores atribuíam a si mesmo uma sigla (prefixo) de identificação.

 

            No ano de 1926 foi fundada no Rio de Janeiro a Revista Antenna, a mais antiga publicação sobre radioamadorismo em língua portuguesa. A revista atingiu seu auge sob o comando do radioamador e jornalista Gilberto Affonso Penna, PY1AFA.

 

            A Liga Brasileira de Radioamadores (LABRE http://www.labre.org.br), a única entidade nacional que representa os radioamadores do começou como entidades separadas no ano de 1931, uma em São Paulo e outra no Rio de Janeiro. Foram fundidas em 1934, dando origem a atual LABRE.

 

 

2.   COMO ME TORNAR UM RADIOAMADOR?

           

No Brasil, o Serviço de Radioamador é regulamentado e fiscalizado pela ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações). A Norma 31/94 estabelece as condições para execução do Serviço de Radioamador, bem como as exigências para se conseguir o COER (Certificado de Operador de Estação de Radioamador) e da Licença de Estação de Radioamador.

 

A definição oficial dessa atividade pela agência é a seguinte:          

 

O Serviço de Radioamador é modalidade de serviço de radiocomunicações, destinado ao treinamento próprio, à intercomunicação e a investigações técnicas, levadas a efeito por amadores devidamente autorizados, interessados na radiotécnica a título pessoal que não visam qualquer objetivo pecuniário ou comercial ligado à exploração do serviço, inclusive utilizando estações espaciais situadas em satélites da Terra”.

 

Muitas pessoas confundem essa atividade com outras similares. Uma estação de Radioamador é, por exemplo, diferente de uma estação da Faixa do Cidadão, popularmente conhecido como “PX”. Para se obter uma licença de “PX” basta que se faça um cadastro e que seja recolhida uma taxa para a Anatel. Para se tornar um Radioamador, é necessário que o candidato preste alguns exames de conhecimento geral e técnico. Além disso, outra diferença fundamental entre uma estação de Radioamador e uma estação de 11 metros (“PX”) é que um Radioamador pode utilizar diversas faixas de freqüência (bandas) enquanto um operador da faixa do cidadão só pode usar uma banca (a faixa de 27 MHz).

 

O termo Radioamador é usado erroneamente para denominar qualquer pessoa que esteja usando um rádio para se comunicar. Um caminhoneiro que use um rádio para se comunicar não é necessariamente um radioamador. Pode ser um operador da Faixa do Cidadão (11 metros), um operador de rádio de Serviço Comercial Privado ou, muitas vezes um clandestino, usando um rádio sem licença e de forma totalmente irregular, como infelizmente é muito comum em nosso país. Um fazendeiro que utiliza um equipamento de rádio da mesma forma não é necessariamente um Radioamador, pois a Anatel concede licenças específicas para pessoas que tenham necessidade de comunicação rural.

 

Nos últimos tempos até a imprensa tem usado o termo Radioamador para denominar qualquer pessoa ou empresa que esteja usando um equipamento de rádio. Quem já não leu nos jornais que “a polícia prendeu uma quadrilha que estava usando radioamador para se comunicar?” Ou ainda que determinada empresa usa “radioamador” para contato com seus caminhões. Portanto, temos que tomar cuidado para não usar o termo de forma incorreta. É importante conhecer o significado correto de alguns termos para evitar confusões:

Radioamador – É a pessoa física que se utiliza de uma estação de radioamador para realizar contatos via rádio.

Estação de Radioamador – É o conjunto de equipamentos e antenas necessários para que o radioamador possa se comunicar com outras estações.

Prefixo – Forma popular que se denomina o Indicativo de Chamada. O Indicativo de Chamada é um conjunto de letras e números atribuído de forma lógica e organizada pela Anatel a um Radioamador, de forma que ele possa ser identificado por outras estações em qualquer lugar do mundo.

PY – É a forma popular e errada usada para dizer que “tal pessoa é um radioamador”. Na verdade PY é um dos prefixos que formam um indicativo de chamada atribuídos ao Brasil pela UIT (União Internacional de Telecomunicações).

 

Por exigência de leis internacionais e nacionais que regulamentam o radioamadorismo, é necessário que o interessado em se tornar um radioamador preste um exame com grau de dificuldade diferente para cada uma das três classes. Os exames são aplicados pela ANATEL em parceria com a LABRE (Liga Brasileira de Radioamadores) em cada estado. Normalmente a LABRE divulga o calendário de exames em seu site na internet.

 

Se você pretende ter uma estação de radioamador de custo mais baixo, apenas para comunicados locais e a curta distância (até não mais que 200 km) poderá optar por tirar uma licença de classe C, que lhe permitirá ter rádios de VHF ou UHF que tem custo mais baixo. Esses rádios podem ser instalados em sua casa ou em seu carro. Normalmente essa é a opção das pessoas que procuram o radioamadorismo como um complemento a outras atividades, como em veículos de rally e trilhas. O radioamador da classe C poderá ainda operar em algumas faixas de HF que permitirão contatos a maior distância (500, 1000 km ou eventualmente até bem mais que isso). Nesse caso os equipamentos são bem mais caros e as antenas necessitam de grande disponibilidade de espaço.

 

Caso você pretenda ser um radioamador mais avançado, que pretenda ter uma licença para contatos internacionais e em bandas de freqüências que permitam esses contatos, deverá começar pela classe B. Após um ano licenciado na classe B poderá prestar exame para a classe mais avançada (A).

FONTE: http://www.radiohaus.com.br/pagina.php?cod=27

O MILAGRE DO VIVER

Quando se pensa em milagre, geralmente, ignoramos que tudo na Vida é milagroso!

Acontece que fomos condicionados à acreditar que algo para se ter valor precisa ser grandioso, extraordinário, poderoso ou impossível de  alcançar!

 

Se pararmos para observar, os milagres estão à se revelar todos os dias !

 

O dia que acordamos, mesmo em meio à tantos problemas, mas temos força de seguir em frente, e, ainda, apreciar o nosso dia-à-dia !

Mesmo carregando uma tristeza, dentro do peito, sentir motivação para viver novas alegrias !

Apesar do concreto, dureza e cinza da civilização moderna ter sentidos para apreciar o céu, a brisa do ar, o frescor das árvores, a inocência de um animal, se envolver pela luz do Sol e sentir prazer pelo toque da chuva !

Cada descoberta, transformação, percepção são milagres que nos levam à outros milagres !

 

Quando não criamos expectativas, tudo na Vida nos surpreende, ao invés de nos decepcionar !

 

Adentrar em nosso interior e descobrir os mistérios que nele habita é por si só um grande milagre !

Não se deixar iludir por falsas verdades e aparências nos leva à descoberta de muitos milagres, em nosso dia-à-dia :

A bondade do homem ranzinza;

A prosperidade do mendigo;

A beleza e elegância da mulher considerada feia pelos padrões de nossa sociedade;

A sabedoria expressa na  criança.

 

O amor que bate em nossa porta através das mais variadas situações, do diário viver:

 

No cumprimento gentil de um desconhecido;

No abanar de rabo de um cachorrinho, que vem ao nosso encontro;

No olhar triste e cheio de história de um idoso, que sorri para a gente;

Na palavra de força, que alguém proferi, em um momento difícil, que  estamos à viver .

E mais milagroso,ainda, é quando despertamos para o Milagre de SER !

Simplesmente, SER  nos dá a percepção que a Vida, por si só, já é  um  Milagre !

por Deise Aur

Escritora e Produtora de Conteúdos voltados para desenvolvimento e expansão do ser humano.

http://arcturianos.com.br

ŜANCEGALECO ESTAS FUNDAMENTO

Kiel sur la nivelo de ŝtata politiko, tiel ankaŭ sur la nivelo de subteno al la internacia disvolvado, Ĉinio atribuas gravecon al la tutpopola edukado. Al ŝanco de enlernejigo, egala traktado en lernejoj, edukado de plenkreskuloj, profesia orientado ktp, la certigo de seksegaleco firme alkroĉiĝas al la menso de sinjorino, profesorino Peng Liyuan, la ĉina unua edzino kaj speciala sendito de Unesko por akceli la edukadon de knabinoj kaj virinoj.

Rilate la ĝeneraligon de seksegaleco en la eduka kampo vi ricevis abundan laŭdon. Kiam do vi komencis dediĉi vian atenton al la seksegaleco en la eduka kampo? Kaj kia privata motivo en la komenco instigis vin sekvi kun intereso tiun ĉi problemon?

Multe influite de mia patro mi entreprenis edukan laboron. En la mezo de la dudeka jarcento la ĉinaj kamparaj edukaj kondiĉoj estis tre malfortaj, multaj homoj, precipe virinoj, ne konis skribon. En tiu tempo mia patro servis kiel vesperlerneja estro en iu vilaĝo, kaj likvidi la analfabetecon estis lia respondeco. Li sin engaĝis entuziasme en la laboron. Helpate de li, multe da homoj unuafoje komplete skribis sian nomon, unuafoje legis kun kompreno ĵurnalon, gazeton kaj eĉ libron. Aparte notinde, ke iuj patrinoj, liberigitaj de nelegipovo, komencis instrui al siaj infanoj kion ili ellernis. Mi elkreskis sub la influo de mia patro, kaj mi fariĝis instruistino kaj patrino. En tiu tempo mi komprenis la gravecon de klerigado pli profunde.

Seksa neegaleco estas persista malsano, kiun suferas la tuta mondo. En multaj lokoj virinoj estas marĝenigitaj: 70 procentoj de la malriĉaj loĝantoj sur nia planedo estas el virinoj; preskaŭ du trionoj de la plenkreskuloj en la mondo, suferantaj pro nelegipovo, formiĝas el

virinoj; pli ol duono de la infanoj en la tuta mondo, kiuj restas ekster lernejo, estas knabinoj; kaj amaso da virinoj, al kiuj ofte mankas kapablo regi sian sorton, suferas plenan vivomizeron. Virinoj plej aspiras al egaleco kaj respekto, kaj tial, por la edukado de knabinoj kaj virinoj, mi volas fari mian plejeblon.

Kio estas la ĉefa tasko por vi, kiel speciala sendito de Unesko por akceli la edukadon de knabinoj kaj virinoj? Kaj kio plej gravas je ŝanĝo, laŭ vi, en la eduka kampo, en kiu oni devas certigi, ke knabinoj, same kiel knaboj, ĝuu ega lan ŝancon disvolvi sian eblon?

La edukado de knabinoj kaj virinoj estas nobla kaj grava afero. En marto 2014, kiam mi ricevis el la manoj de Irina Bokova, la ĝenerala direktoro de Unesko, atestilon de speciala sendito pri la edukado de knabinaj kaj virinoj, mi sentis min glorigita kaj samtempe ŝarĝita per granda devo. La peno akceli, ke virinoj, same kiel viroj, ĝuu egalan ŝancon disvolvi siajn kapablojn, estas grava premiso progresigi la socion, egaligi la seksojn, kaj ebligi al la homaro daŭripove disvolviĝi. En tiu ĉi procezo la funkcioj de edukado montriĝas tre gravaj. La edukegaleco inkluzivas egalecon de ŝanco, proceduro, kaj rezulto, kaj nia penado devas direktiĝi al tio, ke la virinoj kaj viroj samrajte

ĝuu la ŝancon je enlernejiĝo, eniro en pli altan lernejon, dungiĝo, kaj socia akcepteblo. Volonte kaj laŭeble mi faras kontribuon por tia celo.

Ĉu vi, kiel speciala sendito de Unesko, povus doni ekzemplon kaj ekspliki, kiel vi altigas la rajtojn de knabinoj kaj virinoj? Vi kutime frekventis lernejon dum via vizito eksterlanda, kian informon do vi esperas komuniki el tio?

Rolante pli ol du jarojn kiel speciala sendito de Unesko, mi ofte vizitis lernejojn, instituciojn por infanoj kaj junuloj, kaj strukturojn por evoluigo de edukado de virinoj, kun la celo informiĝi pli multe pri la realo, ĉerpi saĝon kaj forton el tiuj ĉi lokoj, kaj dividi kun ili spertojn. En la koncernaj aktivaĵoj mi kutime alvokis, ke oni rekonu la gravecon de instruistinoj, la gravecon akceli la edukadon de knabinoj kaj virinoj, – ekzemple, en la altnivela kunveno por la pormonda iniciato “primareco de edukado”, okazigita kadre de Unuiĝintaj Nacioj, mi alvokis, ke ĉiuj landoj devas doni pli grandan prizorgon al la akcelo de eduka egaleco kaj al la altigo de eduka kvalito.

En Ĉinio ekzistas projekto, nomata “florburĝono”, kiu celas helpi knabinojn preni instruadon. Ekde la jaro 1989, kiam ĝi lanĉiĝis, per tiu ĉi projekto oni jam finance helpis 3,42 milionojn da

Intervjuo de Jasmina Šopova

9

knabinoj, konstruigis 1 489 lernejojn kun la nomo “florburĝono”, trejnis 52,3 dekmilojn da knabinoj en praktikaj teknikoj, kaj kompilis kaj distribuis 1,5 milionojn da kolektoj da libroj pri la flegado de knabinoj. Kiel speciala sendito pri la edukado de knabinoj, kadre de la projekto “florburĝono”, mi vizitis someran kampadejon, kie mi spektis artisman prezentadon de knabinoj, kiuj iam estis ekster lernejo. Mi sentis ĝojon, kiam mi vidis, ke ili vivas multetalentaj kaj plengajaj.

Mi volas diri, ke ĝuado de ega

la ŝanco, esti instruata, estas fundamento, sur kiu la homo povas evolui en ĉiuj direktoj kaj vivi signifan vivon, kaj ĝi ankaŭ estas unu el la decidaj faktoroj por fari, ke la homaro daŭripove disvolviĝu. Mi kredas ke, se nur kun revo, kaj se nur kun kuraĝo kaj volforto bataladi por revo, la knabinoj kaj la virinoj ĉiu havu la ŝancon briligi sian vivon.

La ĉina registaro monrimede instalis la premion destinitan por la edukado de knabinoj kaj virinoj. En 2016 en Pekino vi kaj Irina Bokova

disdonis diplomojn al la unuaj premiitoj. Ĉu vi povus iom paroli pri tiuj premiitoj laŭimprese? Kian gravan rolon havas tia premio, laŭ via opinio, por altigi la gradon de atentemo pri edukado de knabinoj kaj virinoj mondskale?

La premio por la edukado de knabinoj kaj virinoj, proponita kaj financata de la ĉina registaro, estas la unua kaj ĝisnune unika premio kadre de Unesko, kun la celo premii personojn kaj instituciojn, kiuj faris elstaran kontribuon por la

En Pekino, la 6-an de junio 2016, la premiitoj venintaj el Zimbabvo kaj Indonezio ricevas la diplomon respektive de la manoj de Irina Bokova, la ĝenerala direktoro de Unesko, kaj de sinjorino Peng Liyuan, en la unua premiada ceremonio de Unesko por la edukado de knabinoj kaj virinoj.

© UNESCO

10 Unesko-Kuriero

disvolvado de la afero pri la edukado de knabinoj kaj virinoj, kaj instigi pli multe da homoj engaĝiĝi en tiu ĉi entreprenado. En 2016 en Pekino mi renkontiĝis kun la premiitoj venintaj el Indonezio kaj Zimbabvo. Ili kaj tiuj institucioj, kiujn ili reprezentis, faris multajn realajn aferojn por akceli la aferon pri klerigado de virinoj. Al mi imponis iliaj agoj. Ĝuste ĉar ekzistas ili kaj aliaj homoj, kiuj, kiel ili, sin oferas kaj senlace faras penojn, ni ja havas la mondon pli varmiĝanta. Al ili mi esprimas noblan respekton kaj sinceran dankon.

Vi mem estas instruisto. Ĉu vi povus dividi kun ni iun sperton, kiu tuŝis vin interne? Kiujn apogojn la instruistoj plej bezonas laŭ via opinio?

Ĉinio ĉiam havas tian tradicion, t.e. respekti la instruistojn kaj doni grandan atenton al instruado. Kiam Han Yu, la ĉina fama literaturisto el la dinastio Tang (618 – 907), parolis pri la tasko de la instruisto, li difinis ĝin kiel “prediki doktrinojn, doni sciojn kaj forigi dubojn”. La bona instruisto, por la lernantoj, estas kiel ilia vojmontranto: li ne nur donas sciojn kaj inspiras saĝon, sed ankaŭ disvastigas pensojn kaj ekscitas pasion; kaj, por la socio, li estas kiel prisemanto de kampo, en kiun – en la korojn de la lernantoj – li semas bonkorecon, justecon kaj pacon. Laŭ mi, la bona instruisto devas esti diligenta kaj lerta en lernado, ĉiam nutri en si kreivan dinamikon, viglecon

kaj kapablecon, kaj konstante kreskigi sin en talenteco; li devas esti taktema kulturi homojn per civilizado, edifi homojn per belaĵoj, modli lernantojn homoj kun perfekta temperamento per arta forto; li devas teni en si respektecon, inkluzivemon kaj komprenemon, kaj en siaj instruado kaj kondutado kulturi lernantojn bonkoraj, pardonemaj kaj akceptemaj, por ke ili bone servu en estonteco al la socio kun tia bona fundamento.

Ĉinio energie kondukas edukadon kaj rikoltis rimarkindajn atingojn. Kiuj flankoj do estas plej gravaj en la eduka politiko de Ĉinio?

En Ĉinio, akceli justan klerigadon kaj fari, ke ĉiu havu egalan ŝancon esti instruata, estas ŝtata fundamenta politiko pri edukado. Ĉinio praktikas financadon al malriĉaj lernantoj kaj liveradon de nutraĵoj al ili. La leĝoj kaj politikoj ellaboritaj de la ŝtato garantias la rajton de la knabinoj kaj virinoj esti klerigataj. Ĉinio eldonis Ĉina Agoplano pri Tutpopola Edukado (2001-2015)-, laŭ kiu oni ĉiujare faras superrigardon pri la tutpopola edukado en tiuj lokoj, kiuj sin montras malfortaj en edukado; en ĉiu kvina jaro publikiĝas Ĉina Evoluiga Programo por Virinoj kaj Ĉina Evoluiga Programo por Infanoj, en kiuj oni difinas la celojn kaj rimedojn validiĝantajn ĝis 2020, ĝuigi al la virinoj egalan rajton en sano, klerigado, ekonomio kaj aliaj kampoj, postuli, ke nepre necesu ĉiuflanke efektivigi la principon pri egaleco,

garantii, ke la knabinoj kaj virinoj ĝuu la rajton kaj ŝancon je edukado, en kiu ili ĉiam kreskos laŭ sia klereco. Nun Ĉinio jam atingis la seksegalecon en edukado laŭ la Jarmilaj Evoluigaj Celoj, kaj grandaj amasoj da ĉinaj virinoj multe levis sin en la kapablo regi pri si mem kaj engaĝiĝi en evoluigado de la socio.

Samtempe, Ĉinio aktive grandigas aleksterlandajn kunlaboron kaj helpadon en la eduka kampo. En la Universala Virina Pintkonferenco de 2015 la ĉina prezidanto Xi Jinping vortigis, ke Ĉinio donos 10 milionojn da usonaj dolaroj por subteni la plenumon de la koncernaj celoj de La Pekina Deklaracio, Programo de Agado kaj Tagordo de Daŭripova Evoluigo 2030. Ĉinio, cetere, pere de Unesko instalis fonduson, premion kaj aliajn formojn por subteni evoluantajn landojn elradikigi la nelegipovecon, trejni instruistojn kaj antaŭenigi la edukadon de knabinoj kaj virinoj.

Mi plenumos mian devon, kiun devas fari speciala sendito, subtenante la edukadon de knabinoj kaj virinoj, kiun kondukas Unesko mondskale. Mi plu agos kiel onidiro diras: faru, kion vi povas.

La artikolon el la ĉina lingvo tradukis Xiong Linping, alinome Minosun el Ĉina Radio Internacia, poluris Johan Derks, Nederlando.

11

Kiel faktoro de ekonomia kaj socia progreso, edukado por ĉiuj estas, ĝuste kiel seksa egaleco, fundamenta rajto. Tamen konstatinte, ke eble progreso estas atingita dum la lastaj dudek jaroj, oni rimarku ke knabinoj ankoraŭ tro ofte renkontas malavantaĝojn pli ol knaboj. Malriĉeco, geografia izoleco, handikapoj, fruaj edziniĝoj aŭ regantaj antaŭjuĝoj en certaj regionoj de la mondo ankoraŭ estas kelkaj el la obstakloj kiuj malebligas al knabinoj ricevi edukadon.

Kreita en 2015 fare de Uneska Plenuma Estraro kaj financata de Popola Respubliko de Ĉinujo, la Unesko-premio por Edukado de Knabinoj kaj Virinoj rekonas la novigojn kaj esceptajn kontribuojn de individuoj, institucioj kaj organizoj en ĉi tiu kampo. La Premio estas donata ĉiujare al du laŭreatoj, elektitaj de ĵurio de internaciaj fakuloj, kiuj ambaŭ ricevas 50 000 dolarojn por helpi ilin en ilia laboro antaŭenigi la edukadon al knabinoj kaj virinoj.

La Premio estis aljuĝita por la unua

fojo en junio 2016, en ceremonio kiu okazis en Beijing, al la Direkcio pri Evoluo de Fruaĝa Infanedukado de la Ministerio de Edukado kaj Kulturo de la Respubliko de Indonezio kaj al la Priasignita (Trust) Reto de Virinaj Studentoj en Zimbabvo por iliaj novigaj projektoj.

Tiu premio celas kontribui al la atingado de la strebobjektoj pri edukado kaj seksegaleco de la Agendo 2030 por Daŭripova Evoluo. Ĝi krome utilas por montri la gravecon kiun Ĉinujo atribuas al la plej vundeblaj grupoj kaj al egalaj ŝancoj por knabinoj kaj virinoj tra leĝoj, politoj1kaj internacia kunlaborado, antaŭ ĉio por certigi ilian sendependecon kaj plibonigi ilian kvaliton de vivo. 1PolitojNovvorto kun signifo: Ĉiu aspekto de la konduto de institucio en eksteraj rilatoj, ĝenerale bazita sur interna regularo aŭ formulita politika celo.

La artikolon el la angla lingvo tradukis Johan Derks, Nederlando.

Premio por edukado de knabinoj

mario-pqr ipiranga-01UNESKO-KURIERO – 01/2017

DIREKTORINO DE UNESKO-KURIERO GHOJAS PRO ELDONO DE LA ESPERANTA VERSIO

La 13an vespere la redakcia direktorino de Unesko-Kuriero Jasmina Šopova dissendis la mesaĝon al 17 funkciuloj de Unesko, kaj kopie sendis ĝin al mia alia retadreso. Mi ne konas ĉiujn mesaĝajn ricevantojn, tamen mi vidis ke ĉiuj retadresoj estas ĉe unesco.org.  Tio signifas ke la mesaĝoj celis Unesko-funkciulojn. En la mesaĝo li dissendis al la kolegoj tri fotojn pri Unesko-Kuriero en Esperanto senditajn de mi. Post mia danka respondo, la direktorino plendis ke ili ne sukcesis elŝuti ĝin ĉar UEA-retejo postulas tajpi ciferon. Tio estas neebla por neesperantistoj. Jen ŝia unua mesaĝo esperantigita de S-ro Andrej Pechonkin (Rusio) , membro de la Teamo de Unesko-Kuriero en Esperanto:
Karaj kolegoj, mi ĝojas informi vin, ke la Kuriero estas publikigita en Esperanto ekde ĉi-somero. Ĝi estis lanĉita ĉe la Universala Kongreso de Esperanto en Seulo, de la 22-a ĝis la 29a de julio [2017], kiun ĉeestis 1,300 partoprenantoj el 62 landoj (vidu fotojn sube). Mi ankaŭ feliĉas bonvenigi Trezoro Huang Yinbaao , ĉefredaktoron de Esperanto-versio de la Kuriero. Bonvolu noti, ke estontece ni devas mencii, en nia korespondado kun la kontribuantoj kaj en la reklamcelaj materialoj, ke la Kuriero estas publikigata en la 6 oficialaj lingvoj de UNESKO – araba, ĉina, angla, franca, rusa kaj hispana – kaj kun-eldonata en la portugala kaj Esperanto.
Dankon pro via atento,
Jasmina
ps: La reta versio de la 2-a numero estas senpage elsxutebla cxe  http://www.uea.org/revuoj/unesko_kuriero

EVITANDO SITUAÇÕES DESASTROSAS SENDO “CONSCIENTES” E AGINDO SABIAMENTE

Posted by Thoth3126 on 13/09/2017

O momento é de uma aproximação rápida de uma seqüência catastrófica de eventos que terão um tremendo impacto em todos vocês que habitam um corpo na Terra. Muitos sequer saberão o que os “atingiu”Lembre-se de que suas profecias (dos povos pele vermelha) falam de uma enorme “limpeza pelo fogo” e que não haverá nenhum lugar que será deixado intacto em seu planeta.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Fontehttp://fourwinds10.com/

Boa tarde meus amigos. Sou Eu, Toniose Soltec, venho na fonte Radiante da Luz Única do Criador. Fiquem em paz!!!

Tudo está se desdobrando de acordo com os planos de Deus. Sempre haverá os refluxos e os fluxos da vida. Não deixe os atrasos (refluxos) dissuadi-los do seu caminho. Sempre será oferecido o que você precisa para encontrar seu caminho. Você deve ativamente buscar suas confirmações; raramente elas “caem” no seu colo.

O TEMPO ACABOU ….

Estamos sempre dispostos a ajudar todos que desejem assistência. Nós sempre apresentaremos o que está no melhor interesse evolutivo daquele que procura, mesmo que ele não possa ver o mesmo. Sejam pacientes e amáveis uns com os outros, pois cada um tem seu próprio conjunto de desafios e nenhum é maior do que outro em termos de percepção pessoal da magnitude do desafio.

Há uma aproximação rápida de uma seqüência de eventos que terão um tremendo impacto em todos vocês lá em Tehachapi. Muitos sequer saberão o que os “atingiu”.  Lembre-se de que suas profecias (dos povos pele vermelha) falam de “limpeza pelo fogo” e que não haverá nenhum lugar deixado intacto em seu planeta. Este cuidado não é colocado aqui para que se preocupem com alguém, é apenas um lembrete de que a proteção e segurança são subprodutos de emanações de sua energia mental e emocional interna. Não deixe o curso de eventos externos nublar seu julgamento pessoal ou causar-lhe confusão emocional. Aprenda a manter a calma e ouça sua Orientação INTERNA, e aja sobre o que você ouvir sem hesitação desnecessária ou procrastinação nascida do medo.

O mundo físico é uma projeção de pensamento fugaz que eventualmente desaparecerá. A vida é o que você faz disso, mas muitos percebem que eles são vítimas de acontecimentos casuais e que estão à mercê do balanço da sorte. ISSO NÃO É VERDADEIRO! Cada um criou seu próprio futuro e suas próprias realidades. Você experimenta as coisas que você precisa para experimentar, para que você possa ter a oportunidade de superar seu estado atual de limitação.

A vida é eterna e, assim, são cada um de vocês. O corpo físico é apenas um mecanismo de interface que permite que você participe e interaja com os outros, em um ambiente focado dentro de um conjunto específico de regras acordadas.

O adversário tenta desesperadamente mantê-lo ignorante das regras e assim evita que você reconheça seu próprio potencial superior interno. E, como você que faz um esforço para observar o que está acontecendo no mundo pode ver, hoje em dia o adversário está tendo um tempo bastante fácil distraindo você com tudo que existe debaixo do Sol.

Nos tempos adiante, vocês terão seus terremotos e erupções vulcânicas maciças, juntamente com uma grande mudança das águas do planeta. Nada disso foi alterado ou evitado.

Essas experiências farão com que vocês se tornem bastante concentrados e determinados a sobreviver como uma espécie. Neste estado de nova determinação encontrada, você reconhecerá um poder interno que você tem medo de reconhecer e ainda mais receoso de aceitar e usar. Este é apenas o início do processo de despertar para a maioria dos habitantes da Terra.

Nestes tempos de grandes mudanças, você acha que um homem branco no sul (dos EUA) recusará a ajuda de um homem negro que veio resgatá-lo de sua casa em chamas? Não, especialmente se a vida de outros membros da família está em jogo. Você percebe isso quando a sobrevivência básica é o problema, neste momento de risco extremo muitas vezes deixa para trás os preconceitos, o ódio e outras “pequenas diferenças” que vocês gostam de manter?

Presenciamos muito freqüentemente os da mesma família que vivem anos sem palavras para os seus próprios filhos, filhas, irmãos, irmãs, etc., porque eles sentem que foram ofendidos de alguma forma. Essas pequenas diferenças significam a necessidade de crescer por parte de um que guarda “rancor”. Esta condição é imatura e fora de equilíbrio. No final, o único que realmente sofre é aquele que mantém e alimenta o estado emocional de raiva. No entanto, olhe ao seu redor; É uma ocorrência muito comum.

Nós, que viemos como orientadores dos reinos superiores para vocês, no mundo físico, somos frustrados muitas vezes pela sua falta de atenção para as suas próprias emoções internas e a sensação de valores defendidos. Com apenas alguns momentos de conexão consciente com a Fonte, você poderia alcançar um ponto de equilíbrio e consciência daquilo que tem valor VERDADEIRO. Então você se liberaria rapidamente dos pequenos preconceitos que você usa para estabelecer de alguma forma as idéias geradas pelo ego de “certo” versus “errado”. Esse tipo de julgamento um do outro só o levará a mais e mais experiências que farão com que você seja julgado da mesma maneira.

Muitas vezes, são os que gritam mais alto sobre a discriminação que são, de fato, aqueles que perpetuam a discriminação e discriminam mais. Se você quiser jogar favoritos uns com os outros, em vez de ser objetivo com os fatos antes de você, então você está discernindo e julgando uns aos outros com base não em ações ou habilidades, mas em gostos e desgostos pessoais egóticos.

Nós, nos Reinos Superiores, somos nomeados para nossas posições com base em nossas habilidades e nossa necessidade de experimentar os desafios projetados que podemos encontrar. Isso é determinado pelas nossas realizações passadas (ações) e por dentro e discernindo sobre qual parte do nosso ser nós gostariamos de focar para que possamos crescer em compreensão. O criador sempre faz parte do processo de tomada de decisão – SEMPRE!

O seu mundo está cheio de pessoas que tomam decisões NÃO baseadas em dados objetivos ou por ORIENTAÇÃO INTERNA para solicitar dados de assistência ou buscando solicitar assistência da Fonte mais Elevada. Em vez disso, seu mundo está cheio de pessoas que só procuram impressionar uns aos outros oferecendo contrato ao seu “amigo” ao uma posição, e, portanto, muitas vezes você acaba com projetos que estão condenados a falhar porque você tem pessoas subconscientes colocadas em posições-chave.

Isso acabará gerando um “carrossel” de “infortúnios” de tipo cármico para aqueles que simplesmente se recusam a abandonar essas velhas maneiras de fazer as coisas. Para quebrar o ciclo, sugerimos que você monitore muito de perto cada escolha e decisão que você tome. Antes de cada decisão pergunte a si mesmo, pelo menos, as seguintes questões:

  • Por que estou tão inclinado a fazer essa escolha em particular?”

  • Eu realmente olhei para TODAS as minhas opções?”

  • Eu consultei com todos os que poderiam oferecer uma perspectiva qualificada diferente da minha (se por nenhum outro motivo que seja para confirmação da sua decisão)?”

  • Eu perguntei o que Deus poderia fazer se ele estivesse na minha posição de decidir?”

Se você honestamente perseguir na obtenção dessas respostas a esses tipos de perguntas, você será orientado para encontrar àqueles que irão ajudá-lo a encontrar uma solução equilibrada para o que é que você tenha que decidir. Uma pessoa sábia sempre reunirá tantos dados quanto possível antes de tomar uma decisão importante.

Lembre-se de que você está se aproximando rapidamente de um momento em que você será confrontado com desafios de todos os tipos. A superação bem-sucedida desses obstáculos não vai ocorrer “magicamente” porque você tem um “amigo” que “pode” saber algo, por exemplo, retirar um toco com um trator, quando seu vizinho agricultor experiente permanece negligenciado e, portanto, não utilizado em seus recursos disponível.

Há aqueles que quase sempre fazem esse tipo de tomada de decisão objetiva que estou enfatizando aqui. E se eles são confrontados com uma situação em que eles não podem ver uma escolha clara, eles sempre buscarão a resposta internamente e notarão com atenção o “sentimento mental” associado a cada opção. O ponto aqui é que, com uma abordagem equilibrada para a tomada de decisão, você começará a dar um basta à sua “má sorte”, e os solavancos na estrada começarão a ocorrer um pouco menos freqüentemente para você.

Lembre-se: o que você experimenta em sua vida é um resultado direto das escolhas (USO DO LIVRE ARBÍTRIO) e decisões que você faz. As emoções que você sente ao tomar qualquer decisão, muitas vezes, dão pistas sobre se sua decisão é ou não de natureza equilibrada. Se a intenção de foco é meramente para provar valor para outro INDIVÍDUO ou ganhar aceitação por parte de outra pessoa, então as chances são de que a decisão se sairá bem no curto prazo, mas acabará por perpetuar apenas mais da mesma insegurança que está por trás de uma decisão tão desequilibrada em primeiro lugar.

Você vê que pode ser uma tarefa tediosa monitorar de perto seus pensamentos e as associações emocionais com esses pensamentos. É preciso disciplina, paciência, prática contínua e honestidade com o eu INTERNO. As recompensas são um crescimento maior e mais rápido.

A “ESCOLHA” SEMPRE SERÁ SOMENTE SUA!

Esta abordagem ajudará muito seus Guias pessoais a ajudá-los a orientar um curso produtivo através de todos e quaisquer desafios que você possa enfrentar na sua experiência de vida atual. E não se pode enfatizar demais que TODOS associados à Terra neste momento (sejam aqueles de você no físico ou nós nas capacidades de orientação não física) estão aqui para o tremendo crescimento que pode vir de enfrentar os grandes desafios que em breve se instalarão em seu planeta para a sua espécie.

O caminho para uma maior liberdade e conhecimento é sempre aquele que requer muita disciplina pessoal. Ninguém pode fazer isso por você, mas essas palavras são dadas com grande amor e compaixão por cada um de vocês que pedem pela visão. Se esta mensagem parece “atingir um nervo”, sugiro que você examine atentamente o que é que está incomodando você.

Eu sou Ceres Anthonious Soltec, Professor e Guia. Eu sou enviado pelo nosso Deus Criador do Pai. É a Divina Vontade que eu sirvo.

Na luz, as bênçãos para todos vocês. Salu

Fonte:   CONTATO: O EDUCADOR DE PHOENIX – http://phoenixarchives.com/

Transcritos em formato HTML por R. Montana.


Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; e porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem”.  –  Mateus 7:13,14

O medo é a emoção predominante das massas que ainda estão presas no turbilhão da negatividade da estrutura de crença da (in)consciência de massa. Medo do futuro, medo da escassez, do governo, das empresas, de outras crenças religiosas, das raças e culturas diferentes, e até mesmo medo da ira divina. Há aversão e medo daqueles que olham, pensam e agem de modo diferente (os que OUVEM e SEGUEM a sua voz interior), e acima de tudo, existe medo de MUDAR e da própria MUDANÇA.” –  Arcanjo Miguel

Quem anda com os sábios será sábio; mas o companheiro dos tolos sofre MUITA aflição”–  Provérbios 13, 20

Não vos enganeis. As más companhias corrompem os bons costumes” – 1 Coríntios 15, 33


Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e a citação das fontes.

www.thoth3126.com.br